O Brasil no Benois de la danse

Guardadas as devidas proporções, o prêmio Benois de la danse seria o Oscar da dança. Entregue desde 1992 pela International Dance Union, em Moscou, o júri é composto por artistas renomados da dança ao redor do mundo.

Como não poderia ser diferente, o anúncio dos vencedores e vencedoras acontecerá em uma gala no Teatro Bolshoi no dia 5 de junho; no dia seguinte, haverá mais uma gala, agora com artistas vencedores de outras edições.

Quem quiser saber quem já ganhou nos anos anteriores, aqui.

Há artistas brasileiros indicados em alguma categoria? Sim, e estamos bem representados:

Amanda Gomes, melhor bailarina, papel-título de Esmeralda, Ópera de Kazan.
Daniel Camargo, melhor bailarino, solista em “Chamber Symphony”, de Shostakovich Trilogy, Het Nationale Ballet/Dutch National Ballet; Solor de La bayadère, Tokyo Ballet.
Deborah Colker, melhor coreógrafa, por Cão sem plumas.
Jorge Dü Peixe, melhor compositor, por Cão sem plumas.
Berna Ceppas, melhor compositor, por Cão sem plumas.
Gringo Cardia, melhor cenógrafo, por Cão sem plumas.
Além disso, Nora Esteves compõe o júri.

A lista completa de indicados e indicadas, aqui.

Boa sorte a todos vocês!

Anúncios

Dancers & Dogs

Eu faço parte da turma que ama cachorros. Tenho dois, a Bela e o Logan, adotados e meus amores para todo o sempre. Por mim, adotaria mais e cachorros ganham fácil minha atenção em qualquer circunstância.

Sendo assim, imaginem como o meu coração se desmanchou ao conhecer (obrigada, Andréia!) o projeto Dancers & Dogs: fotografados pelo casal Kelly Pratt Kreidich e Ian Kreidich, bailarinas e bailarinos estão lado a lado com as peludas e os peludos mais fofos do mundo.

As fotos estão disponíveis no Instagram, no Facebook e neste site. Um vídeo dos bastidores, aqui.

Por aí #3

Vamos aos textos e informações deste mês? Quem quiser ver as publicações anteriores, aqui.

Para quem não sabe inglês, há o Google Tradutor e o Bing Tradutor. Não é a mesma coisa, mas o importante é se informar.

O que há de diferente no Balé da Cidade, que completa 50 anos
Além de um panorama sobre a história do Balé da Cidade de São Paulo, a matéria explica vários aspectos importantes da dança contemporânea e faz um contraponto com alguns outros do ballet clássico. É um excelente texto!
Para ler o texto completo, em português, aqui.

Professora de Arte vence o ‘Nobel de Educação’ de 2018
Andria Zafirakou é professora de arte no ensino médio de um distrito de Londres; seus alunos e suas alunas são pobres e expostos a grande violência. Ela venceu o Global Teacher Prize, sendo eleita a melhor professora do mundo. Ela cobrou maior espaço para as artes no currículo, pois “sempre são a primeira coisa a ser cortada”. Como discordar? Nós sabemos bem como a arte é negligenciada, e não apenas no Brasil, como gostamos de afirmar. Quem sabe esse prêmio seja uma fagulha que comece uma mudança.
Para ler o texto completo, em português, aqui.

Meet 10 Up-and-Coming Black Ballerinas Carrying on Misty Copeland’s Message of Diversity and Inclusivity
Misty Copeland não foi a primeira bailarina negra na história do ballet clássico, mas foi ela a responsável por abrir de uma vez as portas e os palcos para novas e promissoras bailarinas negras. Nesta lista, há dez jovens artistas que estão conquistando espaço e reconhecimento.
Para ler o texto completo, em inglês, aqui.

Projeto popular no Instagram reúne fotografias de bailarinas posando em cartões postais do Cairo
A matéria não é recente, mas continua válida e interessante. Inspirado no Ballerina Project, o fotógrafo Mohamed Taher desenvolveu o Ballerinas of Cairo em que mostra bailarinas em diversos pontos da capital do Egito. Para conhecermos um pouco além do que estamos tão acostumadas.
Para ler o texto completo, em português, aqui.

Gallery: Historic photos of The Nutcracker
Fotografias do arquivo do Royal Opera House mostram a história desse repertório em sua companhia de ballet. Uma viagem a um tempo que não tivemos a oportunidade de conhecer.
Para ler o texto completo, em inglês, aqui.