FAQ

Em inglês, significa Frequently Asked Questions. Em bom português, perguntas frequentes. Depois de um tempo de blog, percebi que algumas dúvidas são recorrentes. Sendo assim, reuni as respostas em um só lugar.

Tenho (tantos) anos. Posso fazer ballet?
Pode. Ballet clássico pode ser feito em qualquer idade. O mais importante é ter aula com um professor que entenda as diferenças físicas e comportamentais de cada faixa etária. Faz diferença aprender com alguém que lhe trata como adulto daquele que olha para você como se falasse com uma criança. Adulto, adolescente, criança, cada qual tem as suas características e nem todo professor entende tudo. Escolha uma boa escola e faça ballet numa boa.

Eu estou gorda. Posso fazer ballet?
Há duas situações: estar gorda e se achar gorda. Quem realmente está acima do peso deve, em primeiro lugar, passar por uma avaliação especializada, seja com um nutricionista, endocrinologista ou outro profissional qualificado. Toda atividade física requer cuidados, não importa qual. No caso de se achar gorda, não é o ballet que tirará isso de você. Bailarina não é top model. Bailarina amadora não é bailarina profissional. Tenha consciência dessa diferença e só então procure uma escola de ballet. Agora, se essa sensação de “estar gorda” a incomoda imensamente, busque ajuda profissional. Para o seu bem.

Eu sou toda dura. Posso fazer ballet?
Pode. São raras as pessoas naturalmente flexíveis, especialmente as mais velhas. O nosso corpo precisa se mexer constantemente para ficar molinho e feliz. Ou seja, um grande motivo para fazer ballet.

Eu sou alta. Posso fazer ballet?
Pode. Quando essa dúvida surgir, pense nas bailarinas Darcey Bussell, Sylvie Guillem e Agnès Letestu.

Eu sou baixa. Posso fazer ballet?
Pode. Quando essa dúvida surgir, pense nas bailarinas Roberta Marquez, Maria Kochetkova e Evgenia Obraztsova.

Nunca dancei na vida. Posso fazer ballet?
Pode. O ballet clássico não exige conhecimento prévio. Afinal, é preciso começar em algum momento.

Comecei adulta, poderei usar sapatilhas de ponta?
Poderá. Não existe, com base apenas na idade, qualquer empecilho para não usá-las. Porém, para que isso aconteça, serão avaliadas as suas condições técnicas e físicas. Eu comecei a dançar aos 27 anos e subi nas pontas pela primeira vez aos 30.

Quanto tempo demorará para eu começar nas pontas?
Depende do seu nível técnico e sua condição física. De uma maneira geral, três anos nos cursos regulares, um ano e meio nos cursos livres.

Qual a melhor sapatilha de ponta?
Não existe a melhor sapatilha de ponta, existem boas sapatilhas de ponta e a melhor para você. As marcas nacionais são Capezio, Só Dança, Cecilia Kerche, Millenium e Balletto. E as principais internacionais, Gaynor Minden, Capezio, Freed, Bloch, Grishko, Russian Pointe e Repetto. As nacionais são mais fáceis de serem encontradas, as importadas são vendidas em lojas especializadas. Sim, existem duas Capezio, uma brasileira e outra americana.

Como escolho uma sapatilha de ponta para mim?
Em primeiro lugar, conheça o seu pé: formato, curvatura, força. Depois, pense no seu nível técnico: iniciante nas pontas, intermediário, avançado. Pesquise as marcas e as suas especificidades. Junte tudo e experimente. É raro alguém acertar a sua sapatilha “de primeira”. Só testando, fazendo aulas e percebendo qual a melhor para você.

Como faço para quebrar a sapatilha de ponta?
Há um post sobre o assunto, aqui.

Quero ser bailarina profissional, o que eu faço?
Estude, estude, estude, estude e estude. Procure escolas com esse foco, de formar bailarinas profissionais. Vá direto em quem entende do assunto. Participe de festivais e audições. Aconselhe-se com professores que conhecem a área. E, principalmente, seja realista. Saiba se você realmente tem condições de ser uma bailarina profissional. E boa sorte.

Procuro livros técnicos sobre ballet, quais você indicaria?
Princípios básicos do ballet clássico, Agrippina Vaganova.
Curso de balé, Royal Academy of Dancing.
Depois desses dois, há uma infinidade de livros técnicos, especialmente em inglês. Pesquise com base no que você quer e precisa aprender.

Posso aprender ballet em casa?
Não. O ballet clássico não é uma arte autodidata, ele é uma mistura de conhecimentos físicos e técnicos e apenas um professor qualificado pode ensinar a você. O estudo em casa é um complemento do estudo em sala de aula.

Como faço para ter uma barra fixa em casa?
Eu tenho uma barra fixa em casa e contei como foi feita, aqui.

Quanto tempo demora para conseguir abrir um grand écart (também conhecido como espacate ou escala)?
Depende de sua idade, físico e dedicação. Alongue-se todo dia e esse tempo diminuirá consideravelmente.

O que é um ballet de repertório?
É um ballet que conta uma história pela dança. Eu expliquei melhor aqui. Os grandes repertórios datam de muito tempo e são remontados até hoje: O lago dos cisnes, O Quebra-Nozes, A Bela Adormecida, Dom Quixote, Giselle, La Bayadère, Raymonda, A filha do faraó, Sylvia, O corsário, Coppélia, Paquita…

Qual é a frequência ideal de aulas?
Duas vezes por semana, 1h30 cada aula, está de bom tamanho. É um problema se a aula durar uma hora ou você só puder fazer uma vez na semana? Claro que não. O mais importante é fazer ballet.

Ballet é difícil?
Sim, bastante. Por isso a gente adora!

Como conciliar ballet e maternidade?
Da mesma maneira que se concilia ballet e as demais áreas da vida. Faça as aulas de acordo com as indicações do seu médico, tanto durante quanto após a gravidez, e curta o seu bebê.

Como ser professora de ballet?
Estudando, estudando, estudando, estudando e estudando. Busque informações em escolas de cursos regulares, cursos técnicos e faculdades de dança. Professor de ballet é igual a qualquer outro profissional, precisa ter conhecimento para exercer a função.

Qual é a melhor ponteira?
Da mesma maneira que acontece com a sapatilha de ponta, existe a melhor ponteira para você. Há de vários materiais, pano, silicone, gel. Só experimentando para descobrir.

Como posso trabalhar meus pés?
Muitos elevés e relevés na vida. Além disso, exercícios feitos com faixa elástica. Para entender melhor sobre isso, aqui.

É verdade que pé de bailarina é feio?
Não. A verdade é que há bailarinas com o pé feio. Isso acontece pela intensidade de aulas, ensaios e apresentações, mesmo quando há todos os cuidados. Agora, bailarinas que estudam duas vezes na semana e dançam apenas no fim do ano só terão os pés feios se forem descuidadas. Use ponteiras adequadas, sapatilhas ajustadas, protetores específicos se necessário, talco e descanse os pés de vez em quando. Eles merecem.

Eu quero fazer ballet porque sempre sonhei. Posso?
Deve. Com tantos adultos fazendo ballet clássico e escolas preparadas para receber esses alunos, você só não dançará se não quiser. Chega um momento da vida em que sonhos têm de virar realidade.

Anúncios