Quem apareceu?

Não posso sequer falar nada, o blog está parado há mais de um mês. Existe um motivo? Sim, a minha falta de vontade.

Por favor, não fujam, continuem a ler. O ballet clássico e eu nos separamos por um período. Sabe quando a gente não se encontra em algo, tampouco se reconhece? Nem era uma coisa especificamente do ballet dos nossos tempos, mas dele como um todo. Enfim, sequer assistia a vídeos com frequência ou acompanhava informações. Fazer aula? Nem lembro mais. A minha barra? Ela em uma das paredes do meu quarto e eu aqui, só ficávamos frente a frente nos dias de limpeza.

Mas algo aconteceu e teremos de nos reencontrar na marra.

Para resumir, há meses sinto uma dor estranha do lado esquerdo do corpo, que inviabiliza meus movimentos de uma certa forma. No começo, pensei na minha postura, quase fui à fisioterapeuta, mas achei melhor passar primeiro em consulta médica. Meses de exames, análises e afins, fui parar no ortopedista. Nada demais, só uns desvios ali, uma vértebra presa acolá. “Vou te mandar para a fisioterapia.”

Fisiterapeuta conhecida, ela cuidou de mim anos atrás. Conversamos, ela viu os raios X e sentenciou: “Cássia, você terá de voltar para o ballet. Não é uma questão de querer ou não, mas pela sua saúde”.

Vaganova rindo de mim?
Petipa zoando com a minha cara?
Margot Fonteyn dizendo “Eu avisei”?

Talvez muitas de vocês nunca tenham passado por esse período de cansaço, de não querer o ballet por perto. Há amores que são constantes, outros são montanha-russa, como entre mim e o ballet clássico.

Enfim, teremos de nos entender. Ou eu volto ao ballet ou o meu corpo continuará se estranhando comigo.

Tentei fugir, mas não adiantou. A vida tem a sua maneira de nos fazer voltar ao caminho.

Anúncios

5 comentários sobre “Quem apareceu?

  1. Certa vez, eu li num blog que o ballet só tem porta de entrada: uma vez dentro, você permanece nele. Não sei o que se passa, mas por mais que esteja meio desgostosa, o encanto que te fez gostar de ballet está sempre ali: te esperando de braços abertos!
    Agora…
    “Vaganova rindo de mim?
    Petipa zoando com a minha cara?
    Margot Fonteyn dizendo “Eu avisei”?”
    Desculpa, mas eu ri alto nessa parte!

  2. Cássia, eu super te entendo, estou em uma fase de “enjoamento” de ballet… Minha ideia é partir para a yoga no ano que vem. Você já pensou em tentar outras atividades físicas? Já pensou em futebol? ;)

  3. Estou passando por uma fase parecida, mas já retomando às atividades. Não tem jeito, sempre alguma coisa nos puxa de volta, obrigatoriamente ou por vontade própria, né? Haha Somos o que somos e somos bailarinas, a vida dá seu jeitinho de nos mostrar isso de vez em quando. Muita saúde e paz pra ti ❤️

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s