A Rainha das dríades e os développés

Vamos estudar apenas observando uma variação?

Não sou uma especialista em repertórios, mas é possível perceber que várias companhias dançam a “Variação da Rainha das dríades”, de Dom Quixote, basicamente da mesma maneira. Há vários développés ao longo da coreografia (quem não sabe o que é um développé, aqui) e, geralmente, todos são realizados na mesma altura, de acordo com a flexibilidade e a força da bailarina.

“Variação da Rainha das dríades”, Dom Quixote, Ópera de Paris, Héloïse Bourdon.

Na montagem do Royal Ballet, é diferente: o primeiro développé é feito a 90 graus e os demais crescem à medida que a coreografia avança.

“Variação da Rainha das dríades”, Dom Quixote, Royal Ballet, Melissa Hamilton.

Eu prefiro a altura da perna no primeiro exemplo, mas gosto imensamente da gradação do segundo. É um belo exemplo de domínio do développé e da altura da perna. Afinal, jogar a perna lá para cima é fácil, deixá-la na altura que queremos é a grande questão.

***

Quer melhorar os seus développés? A bailarina Kathryn Morgan ensina aqui.

Anúncios

8 comentários sobre “A Rainha das dríades e os développés

    1. Marlon, pode ser alguma diferença entre os métodos francês e inglês, mas é pura especulação da minha parte. Eu gosto mais dos que começam do chão, mas os que começam no joelho parecem mais “limpos”. Grande beijo.

  1. Usei esses seus exemplos nas minhas aulas de ontem, apesar de que não especificamente pra falar sobre développés. Eu, pessoalmente, gostei muito mais da segunda bailarina. Principalmente porque ela demonstra mais controle do seu centro de gravidade e usa o chão, pressionando, pra se manter no eixo. A primeira, apesar de linda linda, não desce da ponta com tanta suavidade. Minhas alunas mais novas (1o ano de ponta) precisaram de mais direção pra perceber. As do 2o ano perceberam rapidinho!

    1. Gabriela, fiquei feliz que os vídeos foram úteis para as suas aulas. É mesmo, a primeira bailarina não desce suavemente da ponta, o que não condiz com o método francês. Fiquei curiosa, depois pesquisarei outros vídeos dela para ver se acontece sempre ou foi apenas nessa variação. A segunda parece mesmo ter mais controle dos movimentos. E você ensina superbem as suas alunas, para as do segundo ano já perceberem tão rapidamente. Imenso beijo.

  2. “Afinal, jogar a perna lá para cima é fácil, deixá-la na altura que queremos é a grande questão.”

    Vou imprimir essa frase e colar na minha parede. E na parede de muita bailarina por aí que acha que ballet clássico é ginástica. A perna alta da bailarina que estuda técnica E teoria é uma coisa. Perna alta sem critério e com sacrifício de alinhamento (geralmente do quadril, mas que inevitavelmente acontece com outras partes do corpo) é falta de estudo, de conhecimento de teoria e história do ballet clássico.

    Desculpa o desabafo, precisava falar isso hahaha

    Gente, que coreografia maravilhosa essa da Ópera de Paris!!! Gostei bem mais que da do Royal, o que é raro, ainda mais se tratando de Don Quixote; eu sou apaixonada pela montagem do Carlos Acosta. Mas ainda quero o tutu da Melissa Hamilton.
    E eu juro por Deus que já ouvi essa música sendo usada sabe onde? No grand pas de deux de O Corsário. Variação de Medora. Vai entender.

    Um beijo grande, Cássia!

    1. Sarah, o alinhamento se aposentou há muito tempo, hehehe. Não apenas entre estudantes de dança, bailarinas profissionais de grandes companhias já estão aparecendo desalinhadas por aí. Eu não sou uma especialista em repertórios, mas a Julimel (do Vídeos de Ballet Clássico) já me explicou por que essa música aparece tanto em “O corsário” como em “Dom Quixote”, mas quem disse que eu lembro? Qualquer hora eu pergunto novamente e volto para te contar. Imenso beijo!

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s