Em três atos

Dirigido por Lucia Murat, o filme Em três atos passeia entre a ficção e a não ficção, entre a dança e os textos de Simone de Beauvoir. Além das atrizes Andréa Beltrão e Nathalia Timberg, há a participação das bailarinas Maria Alice Poppe e (a grandiosa) Angel Vianna.

O trailer é de uma imensa delicadeza. Talvez o filme atinja mais profundamente as almas antigas, porque fala do envelhecimento e do passar do tempo.

Em três atos está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Trailer do filme Em três atos, de Lucia Murat.

Anúncios

4 comentários sobre “Em três atos

  1. Cássia, você me dá licença de usar o espaço dos comentários pra relatar uma coisa?

    Ontem, dia 12/12, eu e minha mãe fomos assistir ao Quebra-Nozes com a Cisne Negro Cia. de Dança. Os papéis da Fada Açucarada e seu príncipe foram interpretados pela Karen Mesquita e pelo Cícero Gomes, ambos 1ºs solistas com o Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Assistir à montagem do Quebra-Nozes em São Paulo é uma vontade que nós duas temos há tempos, e esse ano eu decidi colocá-la em prática.
    O encanto começou já do lado de fora do teatro, onde as pessoas disputavam um espacinho para tirar foto ao lado de um dos dois quebra-nozes gigantes. No saguão, uma árvore de Natal enorme decorada, além dos enfeites comuns, com (é claro) quebra-nozes, agora em miniatura.
    A apresentação foi de tirar o fôlego, diferente de tudo o que eu já vi. Fiquei à beira das lágrimas várias vezes. Foi um dos momentos típicos que fizeram eu me arrepender de não ter largado tudo pra viver do ballet quando eu era menor (não me leve a mal, eu amo o que faço hoje, apenas amo mais o ballet às vezes). E posso falar? Não deixou nem um pouco a desejar para os Bolshois e Royals da vida. Hoje (13/12), infelizmente, é o último dia da Karen Mesquita como a Fada Açucarada; de 16/12 até o fim da temporada, a Fada ficará por conta da Márcia Jaqueline, primeira-bailarina do Theatro Municipal do Rio. O Cícero Gomes a acompanha nos dias 17, 19 (sessão das 17h) e 20/12, e nos dias 16, 18 e 19 (sessão das 20h), o papel do Príncipe é do Marcelo Gomes. Se alguém puder ir, eu super recomendo! É imperdível, e posso dizer que, como bailarina, foi uma das noites mais incríveis da minha vida!!!

    1. Sarah, que lindo! Imagino a sua emoção, o seu coração de bailarina falando mais alto durante o espetáculo. É um daqueles momentos que levamos para a vida, não é? Obrigada por compartilhar. <3 Beijo gigante!

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s