Uma bailarina brasileira na Alemanha

A Isabelle Maia é carioca, mora em Mannheim, na Alemanha, e dança desde os 7 anos de idade. Ela é bailarina profissional e me escreveu para falar sobre o seu blog. Achei interessante mostrá-lo a vocês porque sei que muitas leitoras e leitores almejam a profissionalização.

Para quem quer seguir carreira, há posts sobre como estudar fora do país, participar de audições e outras informações sobre ballet clássico. É uma maneira de saber como as coisas funcionam com quem realmente passa por isso.

Para acessar o blog: http://pliegrandplie.blogspot.de.

Eu pedi à Isabelle algum material e ela me mandou um vídeo seu fazendo grand battement. Linda ela!

Anúncios

9 comentários sobre “Uma bailarina brasileira na Alemanha

  1. Que linda! Amei a dica, assim posso viver esse profissionalismo de longe, já que não posso vivê-lo na pele!

    Beijos, Cássia! =)

  2. Cássia, sabe que ela também me mandou um e-mail, mas eu simplesmente esqueci de colocar ela lá no blog??? Vida corrida, trabalhando e fazendo aula de ballet… Nem as postagens do meu blog estão saindo no horário certo…
    O blog dela também é bem legal!!!

  3. Cássia, que legal! Gosto muito de acompanhar esses blogs também!

    Falando de ballet na Alemanha, vou fazer um comentário off topic. No mês passado, tive a oportunidade ir a Berlim. Meu marido está fazendo doutorado lá. Empolgado com minha ida, ele comprou ingressos para vermos A Bela Adormecida na montagem da companhia Staatsoper (por um dia não dava para pegar Onegin rs). No entanto, no dia da performance, os bailarinos fizeram a primeira greve da categoria na história da Alemanha! Acredita?

    Por mais que eu tenha ficado triste de não ter assistido o espetáculo, fiquei feliz em ver bailarinos lutando por melhores condições de trabalho. Lá em Berlim, faz quase 20 anos que eles não têem nenhum aumento.

    1. Melissa, confesso que, ao ler o seu comentário, eu pensei: “Custava começar a greve um dia depois?”. Mas tudo bem, como seu marido está fazendo doutorado por lá, tomara que você volte e consiga assistir a algum espetáculo. Nossa, 20 anos sem aumento é muita coisa! E essa greve só nos mostra que a desvalorização dos bailarinos não é coisa do Brasil, isso acontece em todos os lugares. São raras as companhias que dão boas condições de trabalho, infelizmente. Tomara que eles consigam o que querem. Depois vou pesquisar porque fiquei interessada em saber qual será o desfecho. Imenso beijo!

  4. Oi Cássia que lega ! Eu adoro acompanhar esses blogs. Minha filhota fez audição para o Summer Class do Operas de Paris… estamos viajando em julho… Até agora não acredito… Ela esta tao feliz ! E vc como vai ? e as aulas de flamenco ? Sou doida para fazer… ainda tomo coragem… AMO o flamenco. Assisti uma vez em Barcelona, num lugar meio escondido, fora do circuito de turista, e fiquei louca… Quem sabe um dia ? Beijos

    1. Monika, sua filha fará um curso de verão na Ópera de Paris! Já posso sonhar em vê-la étoile um dia? Fiquei extremamente feliz com a notícia, quase bati palmas diante do computador, hehehe! E tomara que um dia você comece mesmo a fazer flamenco, ele não só é democrático como valoriza as mulheres mais velhas, a gente não se sente um peixe fora d’água. Sem falar que é lindo! Acho que você ia amar. Imenso beijo.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s