O que vocês querem saber?

Já fiquei uns dias longe do blog, já espaireci a cabeça, agora vamos trabalhar.

Mês que vem o “Dos passos da bailarina” fará seis anos. O primeiro post foi este e nos anos seguintes comemoramos com gala fictício, documentário sobre a Uliana Lopatkina, três pas de trois, entrance de Raymonda e textos de cinco leitoras-amigas.

Para este ano, pensei em algo diferente. Há tempos quero fazer um podcast, mas coletivo e sobre outros assuntos. Antes, pensei em fazer um arquivo de áudio para saber se dará certo. Por que não para o aniversário do blog?

Vocês podem me perguntar nos comentários o que quiserem e responderei no dia primeiro de fevereiro. Por favor, perguntem até o dia 24 de janeiro, para dar tempo de gravar, editar e fazer upload. Lembrando, citarei o nome das autoras e autores das perguntas. Se além do nome, vocês quiserem colocar de onde são, sintam-se à vontade.

Vamos lá, o que vocês querem saber sobre ballet clássico?

***

ATUALIZAÇÃO: Perguntas encerradas. No aniversário do blog, publicarei as respostas das dúvidas de vocês.

Anúncios

13 comentários sobre “O que vocês querem saber?

  1. Olá querida! Estou sumida do seu blog né! Mas sempre que posso venho aqui tirar o “atraso” de seus post’s maravilhosos! Uma dúvida que eu tenho e nunca tive oportunidade de pesquisar: sabemos que existem diversas versões dos repertórios de Ballet. Para ser mais “simplista”: se assistimos a um repertório dançado pelo Bolshoi, Kirov, a versão do mesmo Ballet será diferente quando interpretada pelo Royal e assim vai. Sabemos que os repertórios, quando criados, foram registrados em libretos, onde há registro específico do que foi criado. Logo, existe uma necessidade de “registro” prévio ou “autorização” para que uma versão original seja modificada e passe a ser considerada oficial também? Ou será que apenas pelo fato da modificação/adaptação ser feita por uma grande e renomada companhia já a promove com “status” oficial? Sei que essa é bucha, mas se puder ajudar, hehehe. By the way, este ano será começo os ensaios de minha formatura, comecei o último ano do profissionalizante. Ou seja, se Deus quiser, estarei dançando minha formatura aos 36 anos! Grande beijo!

  2. Olá Cássia!
    Gostaria de dicas de cursos regulares de ballet onde adultos possam ingressar… rs. Na minha cidade só existem duas escolas que oferecem curso regular, porém só aceitam crianças… o resto é curso livre.

    Obrigada! Beijo!

    Adriane – Joinville, SC.

  3. Olá! Tenho 29 anos e comecei o ballet clássico faz 3 meses. Nesse começo e em pesquisas no google achei seu blog. Então, primeiramente queria te parabenizar por tão delicado e lindo trabalho! =)
    Mas vamos lá… muito das minhas curiosidades as meninas já te perguntaram aqui antes.. hehe Sobrou então a pergunta sobre o espacate! rs. Vc teve muitas dificuldades com ele?
    Comprei o livro anatomia da dança depois de ler seu post e ele tem me ajudado muito.. mas acho q ainda não cheguei na parte q pode me ajudar nisso.. rs. Vc saberia me dizer?

    Então é isso! =)
    Parabéns novamente.
    Obrigada.
    Fabiana

  4. Olá minha querida, tudo bem?
    Bom, faz tempo que não conversamos e isso me faz uma grande falta. :(
    Ultimamente tenho me perguntado por qual razão escolhi dançar; por qual razão a escolhi como profissão; e qual o motivo de ter a dança como VIDA! O engraçado é que estou respondendo estas perguntas dançando, ensinando, construindo, desconstruindo, estudando… enfim vivendo a minha dança.
    Então, te faço a mesma pegunta: por qual razão você escolheu a dança? O que te alimenta a querer viver mais dentro desta arte?
    Parabéns, pelo magnífico trabalho desenvolvido no blog e parabéns pelos e-books! Adorei!
    Beijos carinhosos!

    Atualmente em Fortaleza no Ceará.

  5. Eu acho que vale a pena a parte do <>
    Bom, gostaria de saber um pouco sobre a sua rotina de estudos e as referências :DD falar um pouco da dança enquanto arte, talvez? e fazer um draft do que seria seu sonho de espetáculo (bailarinos, orquestra, músicas, figurino, detalhes!)
    Também podia falar dos petit secrets do ballet: aqueles detalhes que não levamos tanto em consideração e que fazem uma enorme diferença!

    ps: obrigada por criar esse espaço, Cássia! <3

  6. bora lá!
    – quais tipos de exercício você gosta? (adágio, allegro, grand battement, sei lá)
    – qual passo você mais gosta de fazer?e qual faz melhor?
    – tem alguma recordação de um momento de dança que te faz chorar? e que te faz gargalhar?
    – há alguma coisa que todo(a) bailarino(a) deveria saber?
    – qual figurino seu que você mais gosta?
    – qual música de ballet que você mais escuta/gosta?

    =)

  7. Eu me chamo Letícia e queria saber qual a sua reação ao saber que faria seu primeiro solo…quantos anos você tinha de ballet?

  8. Poderia nos explicar melhor as definições do vocabulário do balé clássico.
    Há várias informações na internet, mas infelizmente a maioria é em inglês e mesmo com o Google tradutor, fica muito difícil de entender, pois ele não traduz com clareza. Vi que tinha começado um dicionário de balé e parou. Gostaria muito que voltasse, pois existem muitos passos e termos que não são explicados na internet ou só se acham em inglês e outros idiomas que não são o português.

  9. Quer saber o que motivou você a começar a dançar? Por que escolheu o ballet clássico? E por último, o que ainda a motiva?
    Tainã Moreira, do Rio de Janeiro

  10. Meu nome é Nathalia, tenho 16 anos e sou do litoral de São Paulo.
    Comecei a fazer Ballet quando tinha 5 anos, mas logo depois tive um problema no tendão. A dança sempre foi tudo para mim, pois é a única coisa na minha vida que eu faço porque gosto e não por uma obrigação, é a única coisa que me empenho 100% desde quando acordo até a hora que vou dormi. E hoje aos 16 anos eu consegui voltar para a dança, mas agora na área do Jazz.
    Gosto sempre de estar melhorando e me aperfeiçoando e gostaria de saber se você tem algum livro bom de passos de dança para me indicar. Pois a turma que entrei está mais avançada que eu, então tento estudar e treinar bastante, mas é difícil sem uma base. Quando era menor lembro que tinha um livro com todos os passos e regras, mas acabei perdendo! Se você souber de algum, poderia me indicar?
    Obrigada, Nathalia.

  11. Você dança há quanto tempo? Sempre quis ser bailarina? Qual espetáculo ou concerto você mais gosta?

    Não sou muito “mole” para dançar e por isso não danço nem forró, você acha que uma pessoa “dura” assim como eu aprende a dançar Ballet?

    Atenciosamente,

    Marysol Salla

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s