Variação de Carmen

Para quem acompanha o blog, a Mathilde Froustey não é um nome estranho. Já foram três posts com ela: Pas de cinq, Variação de Manon e Tristão e Isolda. Agora, é a vez de “Carmen” no concurso da Ópera de Paris.

Variação de Carmen, “Carmen”, Roland Petit. Mathilde Froustey, concurso da Ópera de Paris, 2010.

Todo ano, a Ópera de Paris realiza um concurso para os bailarinos da companhia mudarem de nível e subirem na hierarquia da empresa. Não passou, nada feito. O único posto conseguido apenas por nomeação é o mais alto, de étoile, mas para chegar lá… Para entender essa hierarquia, aqui.

Mesmo sendo uma bailarina incrível, a Mathilde Froustey não passa no concurso há anos e não consegue ser première danseuse, ela continua sendo sujet. Agora, ela ficará um ano no San Francisco Ballet como primeira-bailarina! É aquela história: não adianta dar murro em ponta de faca. Às vezes, o nosso pote de ouro está em outro lugar.

Anúncios

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s