Ensaio de “Onegin”

Evgenia Obraztsova é uma das minhas bailarinas preferidas e eu a acompanho há alguns anos. Ela sempre foi vista como um grande talento, mas depois de sua mudança do Kirov para o Bolshoi e, consequentemente, de solista para primeira-bailarina, o seu reconhecimento só aumenta.

David Hallberg é, se não me engano, o primeiro estrangeiro a ser primeiro-bailarino do Bolshoi, mesmo posto que ele acumula no American Ballet Theatre. Ele é um bailarino magnífico!

“Onegin” é um ballet de John Cranko, com base no romance “Eugene Onegin”, de Alexander Pushkin. São necessários técnica, talento e interpretação para dançar esse ballet.

Agora, juntemos esses três. Vocês conseguem imaginar a grandeza que essa mistura dará?

Neste vídeo, assistimos a Evgenia Obraztsova e David Hallberg ensaiando “Onegin”. Depois, a vemos dançando com outro bailarino. Confesso, me emocionei mesmo com Evgenia e David. Grande domínio da técnica, presença em cena e essa capacidade de interpretar que não é para qualquer um. Reunir dois bailarinos com essas características é raridade.

Trechos do ensaio de “Onegin”, Evgenia Obraztsova e David Hallberg; no palco, Evgenia Obraztsova e Alexander Volchkov. Bolshoi Ballet.

A propósito, “Onegin” estreou ontem no Teatro Bolshoi. Quem quiser ver a programação, aqui.

*

Nota: Em 1965, John Cranko criou “Onegin” para ninguém menos que a bailarina brasileira Marcia Haydée, atual diretora do Ballet de Santiago. Quem não sabe quem ela é, tampouco conhece a sua história, não se preocupe. Farei questão de contar em outro post.

Anúncios

16 comentários sobre “Ensaio de “Onegin”

  1. Cássia, pelo que entendi, a Evgenia aparece ensaiando com o David Hallberg pq ela entrou no lugar da Zakharova para dançar Onegin com ele, a Zakharova se recusou a dançar (coisas de Bolshoi.. vai entender). Aí, “jogaram” a apresentação do Hallberg pro final, pra ele ensaiar com uma nova parceira.

    1. Jaqueline, a Zakharova se recusou a dançar porque ela era segundo elenco de Onegin (ao contrário da Evgenia). E se foi por essa desistência que Evgenia e David dançaram juntos, sorte nossa que a vaidade da Zakharova falou mais alto.

      Grande beijo.

  2. Cássia, não sou uma grande fã da Evgenia Osbratsova (NUNCA sei escrever esses nomes russos hahahahahaha). Não que ela seja uma bailarina inferior, jamais. Ocorre que, recentemente, eu assisti no YouTube a um documentário sobre 5 bailarinas russas: Svetlana Zakharova, Diana Vishneva, Evgenia Osbratsova, Uliana Lopatkina e Alina Somova e, do jeito que foi contado, ficou parecendo que tudo no ballet sempre veio meio “fácil” (dentro dos limites, claro) pras três primeiras. Não que elas tenham algum demérito por isso, jamais, mas não me identifiquei muito, entende?
    Fora isso, lindo vídeo! :)

    1. Sarah, eu também assisti ao documentário “Ballerina”. Sinceramente, eu não me importo que as coisas tenham vindo de maneira fácil. Se elas são incrivelmente boas e talentosas, e conseguiram seu espaço mais facilmente por conta disso, não vejo problema. Mas é como você disse, existe a identificação. Eu não me identifico com a história de nenhuma das minhas preferidas, apenas como elas são no palco. E, nesse aspecto, a Evgenia me ganhou há anos. =]

      Grande beijo.

  3. Realmente lindo! Evgenia é maravilhosa.. E Cássia o post ficou muito bem explicado viu… como sempre!
    Meus parabéns pela determinação de sempre querer fazer o melhor para nós que te acompanhamos com muito carinho :)

    1. Letícia, viu como eu levei em consideração o que você disse? Agora, quando escrevo um post eu penso nisto: há pessoas sem a menor ideia do que eu estou falando. Daqui em diante será assim, sempre bem explicado. E, novamente, muito obrigada pelo conselho!

      Grande beijo.

  4. Quem também montou um ballet baseado neste livro (Evguêni Oniéguin) foi Deborah Colker. O espetáculo chama Tatyana, onde Deborah usou os personagens Tatyana, Oniéguin, Lenski e Olga.

    O interessante é que cada personagem é dançado por 4 bailarinos ( ou seja 4 Tatyanas , 4 Oniéguins, 4 Lenskis e 4 Olgas) e em momentos do espetáculo, os 16 estão em cena. É lindo.

    E por acaso, Deborah está em turnê pelo país em homenagem aos 20 anos da cia. levando 3 espetáculos: Nó, Velox, e Tatyana.

    1. É mesmo, Tainah, havia esquecido de “Tatyana”. Pelo que você contou, deve mesmo ser lindo! Ficarei atenta sobre essa turnê, quem sabe dê certo e eu consiga assistir.

      Grande beijo.

  5. Realmente não tenho palavras para expressar a relação entre técnica, talento e interpretação dos dois bailarinos. É algo forte e intenso que eles transmitem, existe uma entrega em detíerminados momentos que vai além de tudo que se possa dizer sobre qualquer sentimento. Ai se nós pudéssemos nos despir assim e se encontrar de fato com o outro! Bjs obrigada Cássia

    1. “Ai se nós pudéssemos nos despir assim e se encontrar de fato com o outro!” Que lindo, Maria José. Você tem toda razão!

      Imenso beijo.

    1. Cyndi, conheço superpouco desse ballet, acredita? Preciso acabar com isso o quanto antes! Mas do pouco que assisti, a Evgenia é a minha Tatiana mais querida. Que linda!

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s