Para pensar (5)

“Primeiro aprendi a dançar, depois a caminhar. A caminhar pela vida. Com a dança, aprendi a estar sozinho. Mas há uma hora em que você vê que há coisas que devem ser compartilhadas.”

Julio Bocca, diretor do Ballet Nacional del Sodre, em entrevista à Folha de S.Paulo.
Para ler a matéria completa, aqui.

Anúncios

Um comentário sobre “Para pensar (5)

  1. Que lindo Cassinha! O Julio é um ícone, exemplo de artista além das coxias. O paulista Fábio Gonçalves saiu de Pirassununga , meu aluno querido e com uma trajetória meteórica , uma história linda de contar…

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s