Online Ballet Class

Há bastante tempo, falei sobre estudar em casa. Apesar de eu mesma estudar sempre, não falo sobre meu esquema de estudo por um motivo simples: alguém pode se machucar. Eu sou responsável por mim, mas não posso ser por vocês.

A boa notícia é que, de uns tempos para cá, tem surgido material desenvolvido especialmente para quem gosta de estudar por conta própria. Um deles é o Online Ballet Class. Além de um site com várias informações sobre ballet clássico, o melhor são os vídeos do maestro Peter Greenwood. Os vídeos são básicos e cada passo é explicado em detalhes. É bacana para quem gosta de entender todo o processo de um passo, não apenas como fazê-lo. Eu gosto especialmente dos vídeos de alongamento, como este.

Infelizmente, os vídeos são em inglês, sem legendas. Mas é possível entender bastante coisa, apenas prestando atenção nos movimentos. Eu acho que vale a pena.

Para acessar o Online Ballet Class:
O site, aqui.
O canal do YouTube, aqui.
A página no Facebook, aqui.
O perfil no Twitter, aqui.

Anúncios

6 comentários sobre “Online Ballet Class

  1. Que notícia boa! Tava louca por um dvd com exercícios assim, não sabia que tinha esse material online. Adorei os vídeos, muito úteis. Ótimo pras pessoas que estão paradas (tipo eu) desenferrujarem, haha.
    Beijos

  2. Fugindo ao tema, você saberia me dizer se há uma relação confiável de quais são os ballets considerados de repertório? É que recentemente uma coreografia minha foi desclassificada numa seleção por não ser considerada de repertório. Não se trata tanto de questionar o juri, mas gostaria de estar mais certo do assunto numa próxima vez.

    1. Eu entendo perfeitamente, o ballet em questão é A Filha do Faraó e a desclassificação foi pela peça mesmo, não pela montagem. Por isso queria saber se há listagem de referência, porque se por um lado eu tinha como certo que esse é um ballet de repertório, assim como Don Quixote, eu nunca me atentei de que não havia nenhuma referência na minha afirmação de que tal peça é um ballet de repertório.

    2. Marlon, até onde sei, “A filha do faraó” é um ballet de repertório. Por outro lado, a comissão pode ter selecionado quais ballets de repertório deveriam ser utilizados. Em todo caso, somente a comissão dessa seleção poderá tirar a sua dúvida.

      Beijos.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s