La petite danseuse de Degas

Em maio de 2009, fiz um breve post sobre Edgard Degas, contando que visitei uma exposição sobre ele três anos antes, no Museu de Arte de São Paulo (Masp). Foi quando vi pessoalmente a escultura “La petite danseuse de quatorze ans“, que faz parte do acervo do Musée d’Orsay, em Paris.

Confesso, eu a achei meio assustadora de perto. Mas, das obras que vi, é dela que me recordo mais vivamente.

La petite danseuse de quatorze ans, Edgard Degas, entre 1921 e 1931.
© RMN (Musée d’Orsay)

Há pouco tempo, descobri o ballet “La petite danseuse de Degas”, da Ópera de Paris, com coreografia de Patrice Bart e música de Denis Levaillant. Não sei para vocês, mas essa imagem da bailarina tão semelhante à escultura chega a me arrepiar.

La petite danseuse de Degas, Ópera de Paris, Clairemaire Osta.
© Julien Benhamou

O trailer dá uma ideia melhor de como é o ballet. Estes poucos minutos já me encantaram demais!

Ainda não o assisti completo, mas este trecho com a Dorethée Gilbert encheu meus olhos. Como é bonito e delicado…

*

Para assistir ao ballet completo, aqui. Mas corram, antes que tirem do ar.

Anúncios

3 comentários sobre “La petite danseuse de Degas

  1. Aaahhhhh as bailarinas do Degas…tive a oportunidade de vê-las durante uma viagem à Paris, mesmo quem não leva a paixão que temos pelo ballet se encanta com a delicadeza das formas, as expressões, o movimento….eu devo dizer que me emocionei (tudo bem, as artes sempre me emocionam). Infelizmente, a bailarina que posou como modelo para os estudos de Degas, algum tempo depois abandonou o ballet e passou a prostituir-se para ajudar a família (lembrando que a França vivia uma recessão por causa da revolução). A Cyndi considerou os trechos do ballet meio sombrios, concordo com ela e acredito ser essa a intenção. A jovem bailarina não transmite felicidade….ela é sombria…mas as suas trevas bem como sua maior paixão foram forjadas magnificamente por Degas. Chocou a comunidade européia àquela época mas atravessou revoluções e guerras para nos emocionar hoje.

    Um beijo

  2. A Dorothée tá uma graça (ela é uma graça), mas… esse ballet me parece meio “sombrio”.
    Você conhece a história?

    Beijocas!! :D

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s