Do baby class às sapatilhas de ponta

Eu encontrei esse texto muito por acaso, lendo outra coisa. O assunto me interessa por si só, mas acho legal compartilhar especialmente para professores de ballet para crianças. Não só, mas para pais e mães que querem acompanhar o desenvolvimento dos filhos na dança. No texto, a neurocientista Suzana Herculano-Houzel explica sobre o desenvolvimento sensório-motor do cérebro e o que as crianças conseguem fazer de acordo com a faixa etária. Ou seja: professores, nada de exigir de seus alunos aquilo que eles ainda não estão prontos para fazer.

“Para minha agradável surpresa, desta vez a diretora condensou as apresentações das turminhas: em um mesmo número, assistia-se às bailarinas ainda bebês, de seus três aninhos, na primeira fila; às de uns quatro ou cinco anos na segunda fila; e às de seis ou sete na fila de trás. Umas entravam, outras saiam – e assim elas foram alternando suas apresentações, para deleite de todas as mães, pais e avós babões, em tietagem explícita na plateia. […]

Até uns 3, 4 anos, enquanto o cerebelo ainda termina de se formar e o córtex motor mal está mielinizado, dá para levantar os bracinhos graciosamente para um lado e para o outro, e sempre copiando as alunas-monitoras à frente do palco.

Mas juntar duas ações, como fazer pontinha-pontinha e pular? Só aos 5, 6 anos, com um córtex motor um pouco mais integrado e funcional – e, ainda assim, só seguindo o exemplo da demonstradora. […]”

Bacana é ler o texto completo. Para isso, clique aqui.

Suzana Herculano-Houzel, trechos de Do baby class às sapatilhas de ponta.

Anúncios

3 comentários sobre “Do baby class às sapatilhas de ponta

  1. Eu particularmente não aconselho mamães a colocar suas filhas(os) no ballet antes doscinco anos.
    Saliento que este é um ponto de vista meu,colhido no decorrer dos vinte e quatro anos de ensino. A coordenação motora ainda não esta bem definida,o cerebro ainda não esta preparado para receber e assimilar todas as informações necessárias para uma aula de ballet.Pena que muitas donas de escolas,ainda vejam as suas alunas baby,como sifras que vão somar.
    Esperem completar os cinco aninhos,o resultado será bem melhor e mais perceptivel.

    1. muitas escolas chamam de “pre-ballet”. as babies ficam repolhudas vestindo tutus como bonecas; não existe técnica aplicada, senão atividade lúdica. brincando de bailarina. ainda assim, em se tratando de ballet, penso que o melhor é a partir dos 7 anos…ou até mais.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s