“Eu presto atenção nos pés.”

Às vezes, uma única frase dita por uma pessoa que você nunca mais viu na vida, em algum momento, fará toda a diferença.

Pouco tempo depois de eu ter começado as aulas de ballet, uma nova aluna entrou na nossa turma. De dança, ela tinha uns cinco anos ou mais. Para mim, naquela época, era o suficiente para eu achá-la praticamente uma primeira-bailarina! Os ensaios para o espetáculo já haviam começado e ela não iria dançar. Assim, no tempo final da aula, ela só assistia.

Uma vez, a peguei parada olhando para os nossos pés. Eu perguntei o motivo e ela me explicou que, para entender um passo, prestava muita atenção nos pés. Sem saber o que fazer com eles, não saberia dançar com o corpo todo. Ela realmente prestava atenção e não preciso dizer o quanto ela dançava bem.

Cena do filme Black Swan.

Não lembro o nome dessa aluna. Mas lembro dela. Lembro desse dia. Lembro dela me explicando isso. Lembro da sua humildade em observar e aprender, mesmo sendo a melhor aluna da turma.

O que ela me ensinou naquele dia, eu nunca mais esqueci. Até hoje eu faço isto: primeiro, eu presto atenção nos pés. Se eu não entender o que eles farão, esqueça, não sai absolutamente nada. E isso está tão presente em mim, que nem lembrava mais de onde tinha vindo.

Dia desses, assistindo a um vídeo no YouTube para aprender um determinado passo, lembrei dela. E percebi como algo aparentemente tão simples me influencia até hoje nos meus estudos de ballet.

Querida-bailarina-que-não-lembro-o-nome, você não sabe o quanto tem me ajudado nos últimos anos. Só tenho a te agradecer.

Anúncios

5 comentários sobre ““Eu presto atenção nos pés.”

  1. Eu também presto muita atenção nos pés, nos meus e nos dos outros. Mas as outras alunas geralmente ficam irritadas comigo, falam pra eu parar de olhar para os pés delas. Elas interpretam como se eu estivesse reparando nos erros delas … Mesmo assim eu olho, e depois consigo fazer o passo com facilidade. Nunca mais esqueço. Foi uma dica importante que a “Querida-bailarina-que-não-lembro-o-nome” te deu.

  2. Uma Vez, participando de um Curso de dança em um Simpósio de Educação Física, a palestrante falou que o segredo da boa dança é estudar os pés… ela dizia “arrisco dizer que você nem vai precisar de tantos anos de ballet se aprender a estudar os pés das profissionais” Exagero a parte, aprendi com ela a prestar atenção nos pés, é ótimo! mas temos que aprender a olhar o resto do corpo também.

    Beijos Cássia

    Suzan Afonso

  3. Nossa! Uma coisa tão simples,mas que eu nunca tinha pensado antes e provalvelmente nunca iria pensar. Se eu soubesse disso há alguns anos atrás, teria feito enorme diferença na minha vida. Talvez as coisas estivessem diferentes.
    Obrigado pela excelente dica! E a bailarina que você falou, tem que ser muito boa e sensível à arte e técnica do ballet para ter percebido isso. Parabéns à ela!

  4. Também tenho isso. Geralmente não consigo pegar um movimento no ato, tenho que parar, olhar como é a execução para depois fazer. Além disso, eu imagino como quero que ele seja realizado, como será o ”desenho” dele – coisa que você também já comentou. Aliás, já utilizei de várias dicas que já apareceram por aqui. Acho que posso dizer que você é minha ”querida-bailarina-que-não-lembro-o-nome” haha :D

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s