Quando Center Stage e os rubis de Balanchine se encontraram

O que acontece quando uma bailarina tem insônia? No meu caso, assiste a vídeos de dança e faz associações aparentemente descabidas. Afinal, qual a relação entre Center Stage e os rubis de Jewels, de Balanchine?

Além do figurino vermelho (mais parecido com o da Ópera de Paris), bailarinos em torno de uma bailarina…

Center Stage, de Nicholas Hytner.

Jewels, “Rubis”, de George Balanchine. New York City Ballet. Foto: Paul Kolnik.

E de alguns outros detalhes das coreografias percebidos por olhos atentos. Por que não explico quais são? Ora, quem sou eu para estragar a graça de vocês.

Quem quiser fazer as mesmas comparações, assista aos vídeos: [1] e [2].

Não é crítica, hein?! Mas é bacana perceber essas influências. Para todo mundo se divertir no fim de semana.

Anúncios

6 comentários sobre “Quando Center Stage e os rubis de Balanchine se encontraram

  1. Cassinha, eu amo ler seu blog *-* apesar de você já quase ter feito eu desistir do Ballet viu…Quando li seu post sobre se tornar profissional e tals, mas ai eu pensei opa 17 anos vamos com calma e continuo firme e forte *-* sempre que tiver apresentações suas me manda! Beijão :*

    1. Lucas, nãããão desista! Para rapazes é diferente. O meu professor de ballet, por exemplo, começou a dançar aos 22 anos e hoje faz parte de uma companhia. É que, para as meninas, é mesmo mais difícil. Para os meninos, dá tempo numa boa. ;)

      Grande beijo.

  2. Oi Cássia, adoro o blog.
    As sapatilhas vermelhas são lindas não!!
    Será que nós pobres mortais conseguimos comprar, quero dizer os fabricantes fazem sapatilhas coloridas, ou é somente por encomenda?

    Beijão

    1. Veronica, sapatilhas coloridas sempre são feitas por encomenda, mas para o consumidor comum mesmo. Basta ir a uma Capezio e encomendar a sua.

      Grande beijo.

  3. Nossa, vc é bem observadora! Depois que eu comparei, eu tbm percebi que realmente tem muita coisa em comum. Saudades do seu blog, beijos.

  4. Realmente tem muita coisa em comum. O jeito de posicionar braços e pernas, elementos da coreografia,até o número de bailarinos no palco. Mas você é fera mesmo pra ter notado isso!

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s