In the Night

O que fazer quando nos apaixonamos por um espetáculo por conta de meros 48 segundos?

In the Night, de Jerome Robbins.
Sara Webb e Connor Walsh, Houston Ballet.

Anúncios

14 comentários sobre “In the Night

  1. Quanta suavidade coisa mais linda Ca *-* adorei! e que melodia lindissima! impossivel nao se apaixonar.

  2. Amei a música, o vestido, a coreografia, maaaas … os bailarinos não se olham! A dança é tão romântica, faltou aquela troca de olhares, sabe? Ficou muito estranho. Se não fosse isso seria perfeito.

  3. Linda coreografia, verdadeiramente pefeita… E realmente o tutu romantico dela é lindo.
    Parabéns pelo blog, é gostoso de ler, é consciente e adulto! Muito bom!

  4. Edit: Agora é que vi que o vídeo é apenas um trecho de todo o pas de deux. Pelo menos, no youtube encontrei outros vídeos do mesmo bailado e que apesar dos 48-50 segundos de vídeo, não me parecia que a coreografia só durásse esse tempo.

  5. Bem, mal ouvi as primeiras notas desta balada de Chopin foi o suficiente para compreender que também eu ia adorar. Meu deus, é simplesmente lindo! Porque dura apenas 48 segundos? Tenho de me informar mais a respeito desse bailado =)

  6. E que 48 segundos, hein!
    Espetacular!!!
    Amei o tutu romântico dela.Ele é bem cheio.
    Não conheço esse ballet.
    Por favor Cássia,se tiver mais informações não deixe de publicar.
    Preciso dizer que me apaixonei também?

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s