Visualize primeiro, realize depois

Há um tempo, na mesa da minha professora de ballet, eu vi o livro Anatomia da dança. Conversamos a respeito e eu não resisti e comprei. É material de estudo para a vida inteira de qualquer bailarino, seja amador ou profissional.

Mas, falarei sobre o livro de maneira aprofundada daqui um tempo, hoje quero compartilhar apenas um trecho do primeiro capítulo. A autora fala sobre visualizar o movimento antes de executá-lo. Às vezes, ficamos com tamanha afobação para fazer tal passo que não temos a consciência de todas as etapas necessárias para realizá-lo com precisão.

[…] Visualize exatamente o que deseja que seu corpo faça e mantenha o pensamento positivo. Eric Franklin é um mestre da visualização; adoro o termo que ele utiliza, seed imagery – semear um pensamento intuitivo e deixar brotar a imagem para aumentar o desempenho. Quando executa várias vezes as mesmas ações (na aula e no ensaio), você induz alterações fisiológicas e aumenta a precisão. Em um local silencioso, dedique um pouco do seu tempo todos os dias para fechar os olhos e simplesmente ouvir a sua respiração. Agora, imagine o dançarino que deseja ser e visualize-se realizando movimentos com naturalidade. Perceba como seus movimentos são precisos e bem definidos. Continue a visualizar quanto controle você tem em cada combinação que realiza. Você pode ver isso em sua mente, pode ouvir a música tocando e pode sentir seu corpo executando as sequências com detalhes. Agora, tudo o que você tem que fazer é praticar! Esqueça as outras coisas e concentre-se na técnica. Você está treinando a relação entre a sua mente e seus músculos. Eles devem trabalhar juntos para ajudá-lo a atingir seus objetivos.

Jacqui Greene Hass, Anatomia da dança, Editora Manole, p.8-9.

*

Claro que a formação de um bailarino não depende de mera visualização de movimentos e posterior execução. Trata-se apenas de uma consequência de um estudo anterior. Achei melhor explicar porque sempre haverá alguém para criticar a informação, sem ter lido o livro inteiro, e dizer que se trata de uma versão de O segredo para bailarinos. Lembre-se, o livro é sobre anatomia e não autoajuda.

*

PARA COMPRAR: Como várias pessoas se interessaram, melhor adiantar esta parte: eu comprei o livro Anatomia da dança no site da Livraria Saraiva. Para ver, aqui. Mas vocês também encontram, por ordem de preço, na Cia dos Livros, aqui, na Editora Manole, aqui, e na Livraria Cultura, aqui.

Anúncios

14 comentários sobre “Visualize primeiro, realize depois

  1. Valiosissima informação, obrigada! Já imprimi seu texto e coloquei na minha pastinha, onde estou reunindo todas as informações que considero uteis pro meu aprimoramento como estudante de ballet. Beijos!!

  2. Eu comprei o meu! É maravilhoso! Muito obrigada pela indicação, Cássia… Quando tiver alguma coisa maravilhosa assim, divida conosco.

    Beijos e obrigada novamente!!!

  3. Olá Cassia descobri seu blog a pouco tempo e achei excelente, muito bom gosto, estou falando para minhas amigas sobre ele. Também faço ballet e também não comecei muito nova, então me identifiquei bastante com o blog. Parabéns. A respeito do livro Anatomia da dança também comprei o meu esses dias pesquisando sobre livros de dança e ballet enontrei ele no site da Cia dos livros e estava bem mais barato do que na livraria cultura. Talvez essa informação seja útil para os outros, até mais…

    1. Janaina, obrigada pelos elogios ao blog! E o livro é ótimo, não é? Eu comprei na Saraiva e, nossa, na Cia dos Livros está ainda mais barato! Obrigada pela informação, vou colocar no post já.

      Beijos.

  4. não entendo nada de Ballet mas sabe onde eu acho que isto também aplica-se, na musica, vc escuta e grava os “tons” ou visualiza e depois sem querer você se aprocima (faz) dele mais facil, talvez sirva em todas as áreas a forma de pensamento dele.
    Um abraço!

  5. Acho super válido. Adorei tambem!
    É um processo importante visualizarmos os passos na nossa mente e depois praticarmos.
    Como disse a Tatiana , no dia-a-dia corrido,mal paramos pra nos concentrar, asvezes já chegamos até afobadas na aula e nem paramos pra pensar no passo direito.

  6. Esse livro deve ser muito bom mesmo. Já tenho o livro da Royal Academy of Dance e mesmo não fazendo aulas nem praticando ballet os livros tem me ajudado muito. Tenho certas noções que muita gente que eu conheço que faz ballet não tem. Por isso acho importante um estudo fora da sala de aula. Não só praticar,mas também ter consciência do que se está fazendo. Boa dica!

  7. aaaaaaaaaaaah! Ameeeei! Vou procurar esse livro livro aqui em Porto Velho! E aproveitar dar um de presente pro meu irmão! Ele também é bailarino e está indo amanhã pra Joinville pro Festival de Dança e tentar uma vaga lá no Bolshoi! O mais legal é que eu sinto que uma mínima parte de mim também vai com ele. Porque se não fosse eu ter iniciado no ballet, ele não teria entrado. :)

  8. vou começar a praticar isso… o difícil é conseguir, no dia-a-dia de correria, um momento calmo para fazer a atividade com a concentração que merece. Mas juro que vou tentar, tô aceitando qualquer ajuda, rsrsrs….

  9. Isso ajuda muito. Eu já fiz um workshop com o próprio Eric Franklin e é muito bom. Peguei várias dicas. Aliás naquele seu post encaixe o quadril, eu pus vários links sobre ele. Uma ajuda na pirueta é uma beleza. Beijos.

    1. Ju, preciso voltar ao post e rever os links que você publicou sobre o Eric. Que incrível você ter feito workshop com ele! :D

      Grande beijo.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s