Lecuona

Tenho uma relação estranha com algumas obras artísticas: eu me apaixono antes mesmo de conhecê-las de perto, de assistir completo, até que um dia isso acontece. E então vira amor.

Foi o que aconteceu com Lecuona, do Grupo Corpo.

Eu conhecia trechos do espetáculo, por conta do YouTube. Infelizmente, não pude ir à apresentação mais recente em São Paulo, ano passado. Triste. Mas ontem, enfim, eu assisti ao DVD e fiquei estarrecida. E não estou exagerando.

De 2004, o título é o sobrenome do músico cubano Ernesto Lecuona, autor das canções. A obra consiste em vários pas de deux e uma formação de grupo no final. Cada canção realmente parece contar uma história: o casal de bailarinos, o figurino, a cor, a iluminação, a coreografia, tudo se encaixa. Parece que os corpos cantam. É belíssimo!

Não preciso dizer que meus olhos marejaram, preciso?

Para apreender a grandeza de Lecuona, é preciso assistir completo, do começo ao fim. Mas para aguçar quem ainda não viu, aqui estão dois dos meus pas de deux preferidos. O primeiro me fez chorar, o segundo me faz suspirar.

Espero, mesmo!, que o Grupo Corpo reapresente Lecuona porque não posso passar pela vida sem assisti-lo pessoalmente. Além disso, descobri uma coisa importante: preciso falar mais sobre produções brasileiras neste blog. E logo.

Aliás, as companhias brasileiras poderiam seguir o exemplo e lançar seus espetáculos em DVD, com making of e tudo o mais. É muito importante, tanto para o público em geral quanto para os bailarinos e estudantes. Nós precisamos também de referências nacionais.

*
Em 2009, eu fiz um post sobre o documentário Grupo Corpo 30 anos. Quem quiser ler, aqui.

Anúncios

4 comentários sobre “Lecuona

  1. É, sem dúvida, a minha obra favorita não só do Grupo Corpo mas como de todos os ballets que eu já vi. É sublime, de rara beleza. Até hoje lembro da emoção que senti ao assisti-los ao vivo, é de encher o coração de vida. Não sei explicar direito…

    Aliás, esse ano o Grupo Corpo volta a se apresentar no Teatro Alfa, mas ainda não conferi quais espetáculos eles vão apresentar. Quem sabe eles não trazem esse? Fica aqui a nossa torcida.

    Beijos!

  2. Tenho o maior orgulho de ser da terra desse grupo maravilhoso!
    Não perca mesmo a oportunidade de assistir ao vivo este e outros balés do Corpo! Dá vontade de subir ao palco e dançar com eles…
    Não perco uma apresentação aqui no Palácio das Artes, além de participar dos workshops que sempre fazem.

  3. incrível! realmente, a primeira coreografia é muito, muito emocionante! e a segunda é incrívelmente ousada, amei as duas! Adoro o grupo corpo, desde que vi uma matéria de jornal sobre eles, não parei mais de assistir aos vídeos de seus espetáculos! são maravilhosos.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s