Dia da Bailarina

Para comemorar, a personagem que é sinônimo de ballet clássico: Odette.

“Variação de Odette”, O lago dos cisnes, Royal Ballet, Marianela Nuñez.

Quando pensamos em ballet, a primeira imagem que vem à mente é O lago dos cisnes. Lembramos dos cisnes brancos. Sei que a maioria das bailarinas prefere a Odile (não é o meu caso), mas é a Odette quem faz parte do nosso imaginário.

Parabéns a todas nós!

Anúncios

7 comentários sobre “Dia da Bailarina

  1. Oi, Cássia! Faz um tempinho que leio seu blog, mas acho que ainda não tinha comentado. Me inscrevi no fórum de balé há pouco, você até respondeu um post meu lá ;) Amei ver a Odette aqui! Ela é a minha personagem de balé favorita. A leveza e a delicadeza dos movimentos dela fazem com que a gente até duvide que a bailarina seja real… Parece mentira tamanha perfeição! Acho que é a expressão máxima do balé clássico!
    Parabéns pelo blog!
    Beijos!

  2. Querida
    Me apaixonei pelo tutu… parece algodão… parece aquela coisa de sonho… tão delicado! Adorei…
    Feliz dia da bailarina para todas nós!
    Beijos
    lelê

  3. Cássia, claro que pode. será uma honra!

    hoje finalmente achei o filme para download na internet, mas ainda não testei pra ver se deu certo.
    se não der, posso pedir para você fazer um upload do filme para mim? nossa, eu ficaria imensamente feliz. não acho em lugar algum.

    você tem twitter? o meu é @ohsensation, gostaria de te seguir!

    PS: vou linkar seu blog no meu tbm.

    beijos beijos

  4. cássia, acho que nunca comentei no seu blog, mas tem um tempo que venho lendo seus posts e até assinei os feeds! eu não faço balé. fiz quando era pequena e parei, mas há menos de um mês eu comecei a fazer jazz (terminando uma busca de escola ideal/horários compatíveis de mais de 4 anos) e posso dizer que meu corpo, minha mente e minha alma mudaram. agora ando dançando por aí, e me sinto essencialmente feliz.

    adoro seu blog, e como hoje é nosso dia, resolvi deixar aqui o link para o vídeo de um filme que eu assistia muito quando era criança, que é um dos balés clássicos do tchaikovsky que me dá boas sensações e lembranças!

    quando a peça veio para são paulo, no final do ano passado, como de tradição, eu fui ver pela primeira vez (provavelmente de infinitas) e choreeeeeei como uma criança. sempre tive uma alma dançante, e hoje meus dias são mais felizes. inclusive por causa do seu blog!

    feliz dia da bailarina!

    beijos

    1. Brunna, obrigada pelo doce comentário. A dança deixa a gente mesmo muito mais feliz, não é? E acredita que tenho esse filme no computador? Eu era apaixonada pelo Quebra-Nozes no começo da adolescência, mas não por conta do ballet, mas pela música clássica. Cheguei a ganhar um CD de amigo-secreto e tocar a Valsa das Flores no final de uma peça da escola, hehehe. Só mais tarde, já fazendo ballet, que fui me apaixonar por tudo junto. Fico imaginando a sua emoção, também choraria muuuuuuito. Eu ainda não assisti ao vivo, mas o dia que isso acontecer, nossa… :P E feliz dia da bailarina para você também!

      Beijos.

      P.S. Posso colocar o link do seu blog na lista “companheiras de sapatilha”? É que, de agora em diante, quero colocar os links dos blogs de quem passa por aqui, mesmo que o foco não seja ballet. As leitoras merecem. =)

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s