Gorda, eu?

Quando eu tinha 10 anos, eram dois os meus grandes desejos na vida: ter os cabelos bem compridos e engordar. Era bem magrinha, tinha os cabelos curtos e aquilo para mim era um tormento. Eu parecia um palito de fósforo.

E não é que eu consegui? Os meus cabelos chegaram quase à cintura e só voltaram a ficar acima dos ombros ano passado. Engordei e a minha satisfação era alguém dizer que minhas pernas eram grossas. Sentia um imenso orgulho do meu corpo.

A palavra “engordei” não fazia parte do meu vocabulário. A balança só era importante para mostrar algum descompasso na minha saúde, quando emagreci cinco quilos em uma semana por conta de uma úlcera. Isso sim era motivo para preocupação.

Até eu começar a fazer ballet.

Desde então, fosse na aula, no vestiário, na coxia, no intervalo, na cantina, no camarim, sempre (eu disse, sempre!) tem alguma mulher falando sobre peso, seja aluna ou professora. Se não é sobre o próprio, é da outra ou dos outros ou das bailarinas profissionais ou das colegas ou das vizinhas ou das primas ou de alguma desconhecida que teve a “sorte” de nascer magra.

Criei o blog ano passado e falei sobre essa questão aqui. E volte e meia alguém pergunta se pode fazer ballet mesmo sendo gorda. O detalhe é que pessoas realmente acima do peso são raras.

Essa sou eu, há dois anos, no auge da minha gorduchice. Eu tenho 1,50m e aí estou com 55kg. Hoje estou com 51kg.

Eu estou gorda? A maioria de vocês pensou que sim. Sinto muito, mas eu não estou. O meu Índice de Massa Corporal (IMC) é 23,1, ou seja, estou no meu peso ideal. Mesmo antes, com 55kg, eu também estava.

Vamos parar com essa história de “Estou gorda”? Sério. Eu realmente não tenho mais paciência com isso. Estou cansada de ficar pensando se um pão de queijo vai me prejudicar no salto, se um brigadeiro atrapalha o meu giro ou se uma fatia de pizza vai me impedir de subir nas pontas.

Essa neura pode se transformar em doença. Anorexia e bulimia são dois grandes males do nosso tempo. Mas tudo começa com esse tipo de comportamento. Em só falar em peso. Em só se enxergar gorda. Em não olhar para o próprio corpo e vê-lo como aliado.

Eu nunca me preocupei com isso, sempre fui feliz com o meu corpo. Sempre. Não é demagogia. Só percebi que as coisas haviam mudado quando voltei para casa chorando depois de ver uma foto minha no espetáculo mais recente que participei. Ali eu me vi imensa. E por quê? Porque há três anos na minha vida eu só escuto todo mundo dizer que está gorda! Oras, se todas estão, eu não estaria?

Pois não estou. Vocês também não estão. Sim, podemos fazer ballet. E se realmente existe um problema de sobrepeso ou obesidade e isso atrapalha a sua saúde, procure um médico ou um nutricionista. Eles sim entendem do assunto. Nós não, e isso inclui as professoras de ballet.

E já aviso: Qualquer pessoa que, novamente, perguntar aqui no blog se está gorda, eu ignorarei sumariamente. Só aceito quem se achar linda e gostosa. E eu estou falando sério.

*
Quem quiser calcular o seu IMC, clique aqui.

Anúncios

46 comentários sobre “Gorda, eu?

  1. Oi, Bom Me Chamo Mayara tenho 13 anos, Tenho 1,60m na última vez que eu me pesei tinha 52kg Minha mãe diz que sou gorda pra dançar, mas ao mesmo tempo ela diz que o ballet é caro é não pode pagar curso é ballet ao mesmo tempo pra mim, eu sempre quis dançar sonho com isso mas minhas amigas sempre dizem que sou gorda, se eu tive-se uma oportunidade só uma mesmo mostraria pra elas que eu posso, com meu esforço é minha dedicação.

    Adoraria Conversa Com Você addc Meu msn: mayara-legal_especial@hotmail é orkut é fecebook.

    1. Tenho exatamente o mesmo peso e altura que vc, acredite, vc não está gorda! Mesmo fazendo ballet, desejo ainda engordar mais dois quilinhos (ainda me acho magra) e tenho certeza de que isso não vai me impedir de dançar.

    2. Oi Mayara e Cass. (Eu já disse que adoro te chamar de Cass?) Então… May, eu tenho a mesma idade, peso E alura que você, e sinceramnete, NÃO me acho gorda, não. Me aco um poucquinho acima do peso, mas as vezes, é só a bariinha que aparece um pouquinho mais. Relaxa com isso. E nós ainda temos só 13 anos. 1o ainda vamos rescer. 2o O ballet ajuda a emagrecer e 3o você não está gorda, não, relaxa!!!
      Bjos.

  2. Meu sonho sempre foi fazer ballet.
    Mas eu sempre fui gordinha desde pequena.
    O único problema é esse.
    Cássia, seu blog é ótimo Parabéns (:

  3. Olha, eu sempre quis engordar, mas alguns dias atrás eu estava mais louca que nunca, pois eu sempre fui zuada por ter pernas finas, e isso sempre me deixou tímida. E por conta disso, minha auto-estima baixou, infelizmente. Mas depois depensar, e pensar e conversar com meu namorado, eu cheguei a conclusão que não devo ligar para o que os outros pensam. E realmente, o ballet não é apenas para magrinhas, mas sim para aquelas e aqueles que desejam dançar, assim também com o street dance, forró, e outras danças.
    beijos, Ahh, e você esta linda assim *-*

  4. Eu sempre fui cheinha. E sempre fiz ballet. Aos doze anos, parei por causa de problemas com a escola. Voltei esse agora, com 17 anos. E continuo cheinha. Acho que sou gorda, porque tenho 1,63 de altura e 72kg, mas à vezes exagero. Enfim, sobre ser bailarina profissional, sei que é muito provável que eu não tenha chance porque não tenho o porte físico. Mas eu vou lutar pra isso. Vou dar duro nas aulas, emagrecer e ganhar elasticidade. Seu sonho vem antes de tudo. Lute por ele. Porque no final,se você não alcançá-lo, a culpa não vai ser sua, será de outras coisas. E ser gordinha não me afeta tanto. O único problema é que minha mãe emagreceu, e quer q eu perca peso tbm, sempre me obrigando a fazer dietas e dando indiretas, comprando roupas menores… Mas emagrecer pro ballet? HÁ! Na hora! Porque vai ser por MIM, e não por ela, sabe? E, como eu não tenho pressa, quero fazer audições só com 20 anos, acho q ainda dá tempo de melhorar! :) Mesmo com o ENEM e a faculdade bem aqui!

    p.s.: Cássia, adoro seu Blog. Eu criei o meu há alguns dias, hihi :B . Mas mesmo assim, não canso de vir aqui e dar uma espiadinha. Ler o que você escreve é maravilhoso. Me revigora, dá forças pra continuar lutando! Eu adoro! Parabéns!

  5. Beatriz,eu tenho 19 anos. Já fui chamada até de velha. E foi por um parente próximo. Muitos já tentaram me desanimar por achar que não tenho mais chances,que o tempo de fazer ballet já passou pra mim.

  6. Chorei… Sério! Li tudo que tinha que ler!
    De uns dias pra cá tenho me achado mais linda que todas as meninas da minha cidade! Só que tem alguém que sempre quer derrubar né… Meu tio abestado fica me chamando de gordinha, mas eu sei que é só brincadeira!
    E sinceramente, mesmo sem fazer meu QUERIDO ballet, ainda estou bem, porque não parei de dançar! É uma pena que os meus estudos atrapalhem nessa minha escolha! Por ter que estudar pro ENEM minha mãe acha melhor que eu continuasse sem o ballet, e continuasse só com a dança de salão pra eu não ficar totalmente estressada!
    Mas ano que vem, como sem falta, vou me matricular e voltar a dar meu Grand Jetés, minhas piruetas, subir na minha ponta (que eu acho que meu irmão trará pra mim de Joinville)…
    Obrigada Cássia! Muito Obrigada mesmo! Um dia ainda serei uma primeira Bailarina! Mesmo que seja só daqui de Porto Velho! *-*

    1. Émile, não pense que seus estudos atrapalhem essa sua escolha. Estude sim, faça seu Enem, faça uma faculdade. Se quer seguir na área de dança, então estude profissionalmente para isso. Mas não deixe os seus estudos de lado por algo que você sequer sabe se dará certo, viu?! Há tempo para tudo na vida, inclusive, para dançar.

      Beijos.

  7. Beatriz,também não recebo apoio dos meus familiares e amigos. Pelo contrário,até já ouvi coisas que me magoaram bastante. Mas nem por isso penso em desistir. Na verdade,essa ideia nem passa pela minha cabeça. Então não desista também. O melhor apoio que você pode receber é de você mesma.

  8. Oi boa noite meu nome é Beatriz, meu sonho é ser bailarina mais todos me botam pra baixo, mais amigas eu não desisto não eu vou conseguir eu sei só porque eu sou cheinha não quer dizer que eu não possa, não é verdade

    moro em manaus tenho 11 anos sou alta e não devemos nunca desistir dos

    minha fala muito em me colocar numa aula de balé mais ainda vou conseguir

    1. Beatriz, não dê bola para as suas amigas. Se a sua mãe pensa em te colocar nas aulas de ballet, aproveite e faça o que você quer. Se for pelas suas amigas, você não fará nunca.

      Grande beijo.

    2. verdade
      sou bailarina,sou cheinha e meu sonho é ficar bem magrinha…

  9. Amei toda mulher teria que ser igual a você. Sou muito mais você que a Pippa, não gosto de mulher anorexa. Você linda, eu tenho 166 cm de altura e 70 quilos, e os homens me acham uma melancia, adoram.

  10. Cassia, desculpe, reli e percebo que realmente entendi errado.
    É que vejo muitas pessoas julgarem as meninas que tem esta doença como se fossem fúteis, posso ter lido seu post com estes olhos. Me chateia porque muitas pessoas acham que as meninas tem anorexia porque querem, ou porque adquiriram, quando não é bem assim. Tanto que sou complexada desde criança, quando nem sabia que era isso, então me ver gorda realmente não foi uma escolha minha.
    Pensei em fazer terapia sim, só que tenho um medo (infantil) de fazer terapia, melhorar e, como consequencia, engordar. Por enquanto eu não me deixo chegar aos extremos. Não tento mais emagrecer, só tento manter o peso que tenho, não quero mais me castigar. Hoje há coisas que me fazem amar mais meu corpo, e que me fazem prezar por ele, como tocar um instrumento, ter o aconchego do namorado e, principalmente, fazer Ballet. Dançar me faz esquecer dos problemas, e quando eu danço, por incrível que pareça, pouco me importa se estou gorda ou estou magra. Neste post você está certa sim, e está prezando algo pelo qual você já defendeu anteriormente no blog, que é um Ballet democrático. Pouco nos importa a nossa idade ou peso, dançar é uma coisa muito boa e todos merecem este prazer.

    1. Ju, não há relação entre fazer terapia/melhorar e engordar. Pelo contrário. Sabia que quanto uma pessoa é bem gordinha e nada a faz emagrecer, é caso de terapia? O bom é que você não tenta mais emagrecer, ou seja, não está maltratando o seu corpo. Mas se você tem tanto complexo desde criança e se isso te atormenta, é bacana ter uma vida mais tranquila. Eu faço terapia há quase dois anos e recomendo para todo mundo. Torna a nossa vida melhor. =)

      Grande beijo.

  11. Oi Cassia!
    Gosto muito de ler seu blog e principalmente suas opiniões.
    Acho este post muito conveniente e deve ser mesmo abordado, pois Ballet e Peso andam juntos.
    Só não concordo com a forma que você falou das meninas que se preocupam com o peso. Muitas realmente falam disso por futilidade, adoram falar mal do peso dos outros ou então adoram ouvir dos outros que estão magérrimas, enfim. Só que também tem outro lado, o lado das que tem esta legítima preocupação, e isso independe do fato delas serem magras ou não. Eu, por exemplo, sempre tive complexo com o meu peso e tenho reais dificuldades para entender como as pessoas enxergam o meu corpo. Ao meu ver, eu sou gorda, e vivo nessa guerra desde os 12 anos. Tenho 1,67 e peso 52 kg, o que dá um IMC de 18,6. Segundo os especialistas e o mundo inteiro, principalmente meus pais, estou magra. Meus pais ainda pedem para eu engordar e comemoram quando eu realmente faço uma refeição. Por ser hoje a garota madura que eu sou, realmente não deixo a visão de gorda subir à cabeça. Faço dietas ainda, às vezes chego a comer apenas 90 kcal em um dia, mas não me considero anoréxica, porque tenho consciência de que sou gorda apenas pra mim. O problema é, mesmo assim não consigo viver feliz com o meu corpo. Para mim, estou gorda ainda, e tenho um ideal que quero atingir. Gostara de pesar 47, e já cheguei a pesar isso mesmo. Não consigo ser feliz com o meu corpo, tenho vergonha dele, por isso não consigo fugir das rotinas de dieta. Por mais que meus pais peçam para engordar, eu não consigo fazer isso por eles. Então, quando pergunto se estou gorda, não é para ouvir “você está louca? Está magérrima!” e sim porque preciso saber se, para os olhos dos outros, ainda estou com o corpo em forma. Essa noção eu perdi na minha infância. Minha preocupação não é fútil, engordar pra mim é uma legítima fobia.

    1. Ju, releia o post com cuidado… não tratei o assunto como futilidade. Em um momento, eu disse que “Essa neura pode se transformar em doença. Anorexia e bulimia são dois grandes males do nosso tempo. Mas tudo começa com esse tipo de comportamento. Em só falar em peso. Em só se enxergar gorda. Em não olhar para o próprio corpo e vê-lo como aliado.” A questão é que pessoas com esse tipo de comportamento, que só falam sobre o próprio peso, acabam “contagiando” outras pessoas. E isso vira neura coletiva. Dizer que é “neura” não significa “futilidade”, até porque neurose é assunto tratado pela psicologia. No seu caso, querer pesar 47kg tendo 1,67m de altura é um caso muito sério. Na anorexia e bulimia, a pessoa “se enxerga” gorda, mesmo não sendo. Você já pensou em fazer terapia? De verdade. Eu faço terapia, mas por outros motivos e, acredite, ajuda muito a nossa vida em mil sentidos. Procure um terapeuta, para o seu próprio bem.

      Grande beijo.

  12. Cássia, ótimo post! Como sempre a ditadura do espelho contribuindo para afastar as pessoas do ballet. E nem dá tempo de ver as maravilhas que o ballet faz com nosso corpo, né?
    Mas vamos em frente, que o mundo precisa de todo o tipo de gente.
    Beijo grande!

    1. Ana, amei o que você disse: “Mas vamos em frente, que o mundo precisa de todo o tipo de gente.” Se todos pensassem assim (não só no ballet), o mundo seria um lugar muito mais bacana de se viver.

      Grande beijo.

  13. Meu Deus, era tudo que eu precisava ler. Sempre achei o Ballet fascinante, mas como minha mãe não havia me posto quando eu era pequena, havia cortado qualquer esperança. Além de que todos sempre me diziam “ah, você está gorda demais para fazer ballet, não acha?) e isso me destruía. Pronto, agora realmente decidi. Eu sou linda, estou linda, e ficarei ainda mais linda quando estiver dançando. Muito obrigada mesmo! =D

  14. Amo ballet e estou abaixo do peso, com 164,5 de altura e 43 de peso amo o meu peso pq me permite ser flexivel vc é mto bonita, sorte no ballet p vc!

  15. Você tem a mesma altura que eu! haha E eu tb já estive no auge, com exatos 55kg. Hoje, estou com 49kg e luto pra chegar aps 46kg, mas tá tãaao dificil…

  16. Oi Cassia.Estou passando para comentar como foi meu primeiro dia na aula de ballet! Fui super bem recebida pela professora, ela fez uma avaliação em mim e disse q me colocaria em uma turma que iniciou no começo do ano, pois não via necessidade de eu entrar na turma de principiante que começa esta semana.Só que toda a recepção que tive da professora, dos outros funcionarios não foi a mesma pelas bailarinas que lá estavam(as que eu iria fazer parte do grupo). A professora então me aprensentou a nutricionista que fica lá na escola e disse que independente de peso uma alimentação saudavel é essencial,e me deixou claro que ballet não emagrece, e respondi que sei disso, mas fazer oq gosta deixa o corpo mais leve rsrs.Comentei com a professora se não era melhor eu começar com as meninas de agora pq as vezes, por causa do peso, eu teria dificuldades em recomeçar, e me sentiria constrangida com uma turma mais avançada, vergonha de alguem me falar alguma coisa, e ela me disse que qdo uma pessoa acima do peso não dança bem ela não danria melhor nem se fosse magra. É a mesma professora que me deu aula na infancia e adolecencia, e me disse q por este motivo não tem duvidas em me colocar naquela turma. Então, estarei lá todas as terças e quintas, feliz da vida com minha decisão… e qto as garotas, se minha presença as incomodarem, elas terão a mim como um problema por um bom tempo, pq agora, mais do que nunca, não vou permitir que meu peso seja uma desculpa para a não realização dos meus sonhos. ANTES, A MINHA FELICIDADE ERA CONSEQUENCIA DE QUANDO EU EMAGRECIA, HOJE, SE EU EMAGRECER, SERÁ CONSEQUENCIA DE MINHA FELICIDADE! POR QUE É A FELICIDADE QUE HOJE COLOCO ACIMA DE TUDO EM MINHA VIDA. CHEGA DE CHORAR POR ESTAR ACIMA DO PESO, PORQUE EU TENHO 1 MILHÃO DE MOTIVOS PARA SER FELIZ!!E gostaria de pedir do fundo do meu coração,que nós mulheres,altas ou baixas, magras ou gordas, nos amemos sem limites, pq eu sei o qto é triste ser escrava do espelho.A partir do momento que me olhei no espelho e me axei linda me libertei, nem tem tanto tempo, mas garanto que estou muito mais feliz!!! CASSIA, vc viu q virei fã do blog né rsrs. Beijos pra todas voces!!!!!!

    1. Flavinha, muito legal você ter vindo contar! Achei o máximo a escola ter uma nutricionista. E, nossa, você está recomeçando com a mesma professora! Só tenho de discordar de uma coisa: o ballet emagrece sim. É, antes de tudo, uma atividade física. Eu mesma emagreci 7kg em três meses no período em que dancei de segunda a sábado. Claro que a questão não é essa, mas é importante saber disso também. O ballet traz um punhado de benefícios para o nosso corpo e muito mais para a nossa autoestima. E estou vendo que você já sentiu isso. É ISSO AÊ! Azar das outras alunas, você está coberta de razão. Vá linda e bailarina para as aulas, com tudo o que você tem direito. E pode vir contar sobre as suas aulas quando quiser, viu?! ;)

      Grande beijo.

  17. Cássia
    Adorei o post. Eu tive problemas de anorexia quando nova, não por conta estética, mas por outras razões. Também não acho saudável a visão sobre o ballet e a magreza. Até vi um filme sobre isso (no ballet..)
    É triste, não?
    Beijos!
    lelê

    1. Leticia, você teve anorexia, poxa vida. Espero que agora você esteja ótima! É algo muito sério, mas parece que todo mundo acha que é brincadeira. Uma grande amiga também teve e hoje está superbem, mas foi chamada, indiretamente, de gorda em plena aula de ballet. Esse tipo de coisa não pode e não deve acontecer.

      Grande beijo.

  18. Cássia, fiquei muito feliz em encontrar seu blog hoje. Desde a adolescência, eu passei a me interessar por dança… fiz algumas tentativas, mas nunca dava certo: ou não tinha turma, ou era caro, ou eu não tinha tempo, enfim, fiquei anos delongando esse sonho…. Até que, nesse mês, resolvi fazer o que sempre quis e optei pelo ballet. Estou bem acima do peso e confesso que tenho lutado contra isso (questão de saúde e não só estética), mas não é algo que tire meu sono… eu já fiquei com muita neura em relação a fazer ballet (como? se eu sou cheinha!? vai ser ridículo..), mas hoje eu amadureci e tô pronta pra encarar… Ontem era a minha primeira aula – só para conhecer mesmo; porém recebi uma notícia que me deixou muito feliz e ao mesmo tempo em dúvida: tô grávida!! E agora? Será que posso?! Fui até a academia e conversei com a professora (um amor de pessoa). Ela falou que eu posso fazer, evitando exercícios mais pesados (pelo menos até o quarto mês). Então, é isso ai… estou correndo para comprar os acessórios para a aula que começa na segunda, por que agora existem mais dois bailarinos no mundo: eu e o baby.
    Bjsss

  19. Aí Cassia vc acredita…
    Tem mães que vem colocar as meninas nas minhas turmas e me perguntam isso…Ela vai emegrecer??? Pq ela ta precisando!!!

    EU também acho que isso deve-se ao fato da tv, da mídia e da população em geral, só viver querendo ser magra…Credo…

    Quando uma mãe vem com essa pergunta respondo logo…
    “Magra eu não sei, mais com Disciplina, Respeito pelo proximo e Concentração naquilo que faz, isso sim ela vai adquirir!!!”

    Bjos

  20. Lindo! Lindo! Lindo!
    Nunca li uma frase mais bonita: “Eu nunca me preocupei com isso, sempre fui feliz com o meu corpo. Sempre.”
    Você é inspiração pra todo dia!!

  21. Clap, clap, clap, um grande aplauso, Cássia !

    Vejo bailarinas mais preocupadas com o peso em vez de fazerem os movimentos correctos. Tenho gente que me pergunta horários das aulas, pois querem perder peso !!! E eu fico zonza… quer dançar ballet ou quer o quê ?!
    Tenho 1,60 para 49 kgs, e sinto-me muito bem. Não tenho idade nem disponibilidade familiar/profissional para aspirar a ser bailarina profissional. Faço ballet porque adoro, porque essas duas horinhas semanais dão-me tranquilidade para os restantes dias da semana.

    Peso/altura/idade não fazem parte do meu dicionário de ballet.
    Para que faz disso ponto de partida não retirará nunca do ballet aquilo que realmente vale a pena.

    Um beijinho.

  22. Então vc viu que coecidencia???? Eu postei minha duvida por causa do peso e aguardava sua resposta qdo vi este post “gorda eu” onde vc comentava que nem ia responder este tipo de pergunta rsrs. Mesmo não sendo pra mim eu me senti respondida pq era exatamente oq eu tinha duvida e fiquei muito feliz em ver varias pessoas felizes da maneira que são. Vc esta coberta de razão, o importante na vida não é peso, idade e sim nossa vontade de sempre fazer oq gostamos e sermos muito mas muito felizes. Como falei , conheci o blog pq já buscava voltar a dançar, mas sem ele eu talvez tivesse desistido da busca por besteiras que colocamos na cabeça!!! Grande abraço!!!!!T++++++++++++

  23. Oii Cassia!!!!Acho que me respondeu neste post né rsrs. Adorei a resposta, é q estava mesmo procurando uma escola pra dançar qdo conheci seu blog e adorei. E numa destas andanças a procura de uma escola de ballet para adultos conheci uma pessoa que me convidou para ser modelo plus size. na hora axei legal mas depois pensei: plus size? Foi um sentimento estranho q tive na hora, pq eu sei q não estou no meu peso ideal mas me senti com vergonha de continuar procurando as aulas de ballet. Bom, mas enfim, encontrei a escola, a mesma q eu fazia qdo criança, e eles estavam mesmo montando uma turma de ballet adulto, só faltam mais algumas aulas para montarem a turma!!! Enquanto isso não acontece vou pra academia, procurei uma nutri pq saude é fundamental né. Assim q começar eu conto pra vc!!!!! não vejo a hora! Mas se alguém aí souber de alguma escola em Franca sp, q já tenha aulas para adulto por favor me avisem pq estou muito interessada!!!!! Ahhhhh, eu tinha receio do q meu marido fosse pensar e adivinha só :ELE ADOOOROUUUU A IDEIA DE ME VER DANÇANDO DENOVO, pq parei logo depois de começarmos a namorar, e qto aos quilinhos a mais, ele disse q sou muuuuitooo mais bonita hoje, tenho mais corpo rsrs e eu adorei ouvir isto.Brigada por nos ouvir!!!!!!!!! Bejussssssssssssssssssssss

    1. Flavinha, esse post não foi para você! ;) Raramente eu guardo quem comentou aqui, salvo nos casos das pessoas que comentam sempre. Estranhei o que você disse, então fui pesquisar nos comentários e encontrei o seu no post “Nossa, você faz ballet?”. De maneira alguma eu escrevi para você, viu?! Esse assunto vem de longe e me incomoda há bastante tempo. O post não surgiu de nada específico, tenha certeza. E fiquei bem feliz de você ter voltado a dançar e palmas para o seu marido por ter te incentivado! :D

      Grande beijo.

  24. Se eu já era fã do blog, agora me tornei mais ainda. Como quase nutricionista e bailarina há 11 anos, convivi por muito tempo com professores pressionando de forma absurda as alunas para sem MAGRAS. Não eutróficas, dentro de um peso ideal, com percentual de gordural ideal, mas verdadeiros esqueletinhos mesmo.
    É uma discussão bastante séria no mundo da dança. Em países como Rússia, Polônia e Inglaterra, as companhias dos grandes ballets já contam com a presença de uma equipe multiprofissional em saúde, dado a importância principalmente do acompanhamento psicológico e nutricional dos bailarinos.
    Tenho tentado levar a discussão pra dentro da Universidade sobre a importância de uma nutricionista envolvida no cotidiano das escolas de dança e dos próprios bailarinos profissionais. Bem possivelmente meu TCC seja sobre isso.

    Parabéns de novo por trazer em pauta um assunto tão sério assim!

    Beijos!

    1. Flor de Romã, adorei o seu comentário! Porque mostra como não é um exagero uma crítica como esta. Se o seu TCC for sobre isso, avise, publique, que faço questão de colocar aqui para todo mundo ler. Essa neura tem de acabar.

      Grande beijo.

  25. Ótimo post, Cássia! Já faz um tempo que deixei de me achar gorda e passei a me achar linda e gostosa, sem me importar se os outros acham ou não! Autoestima e autoconfiança são essenciais para que sejamos felizes com nossos corpos e, sendo saudáveis, é isso que importa. Parabéns por incentivar isso nas meninas!
    Beijos

  26. Adorei o post. Essa loucura, essa paranóia sobre “estar gorda” ou não é algo insano! Lembro que há algum tempo determinado programa de TV – não me lembro qual – saiu nas ruas de São Paulo com uma folha de papel que continha o desenho de 5 silhuetas femininas, e pediu para as mulheres dizerem qual daquelas silhuetas elas achavam que era a mais saudável e qual a que elas queriam ter. E todas elas queriam ser mais magras do que consideravam saudável.

    Acho bacana um grito como esses que você dá nesse post, pra ver se acorda essa galera. Esse problema que a maior parte das mulheres tem por não pesar 45kg é, no final das contas, o produto de um processo violento e castrador a qual todos nós somos submetidos, desde a infância: o tal do “ideal de beleza”. Isso é o tipo de coisa que não e muda da noite para o dia, mas essa tal mudança de mentalidade precisa começar em algum lugar.

    Parabéns, mais uma vez, pelo post :)

  27. Amei seu post!! Estava precisando de alguém me dizendo isso…não que seja uma complexada com meu peso, tenho o corpo na medida. Meu IMC está correto, mas tenho um corpo meio grande…tipo sambista de escola samba…quadril, perna, costas…e cintura fina não tem….meio quadrada, mas enfim…adoro meu corpo, mas de tanto ver os meninas do ballet magras…e exaltando essa magreza fico meio revoltada…além do quê não costumo ver uma “gorda” fazendo um grand battement tipo… “na cabeça”…rsrsrsrs.

    Beijos

    1. Bebel, a questão é: até que ponto é importante fazer um grand battement na cabeça? A medida utilizada para as bailarinas profissionais não pode ser a mesma para nós.

      Beijos.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s