Síndrome de Solista

Na primeira página do livro Princípios básicos do ballet clássico, de Agrippina Vaganova, há o seguinte trecho:

Como bailarina, Vaganova ficou conhecida como a rainha das variações, por sua atuação em bailados onde os principais papéis eram dançados por outras.

Para quem não sabe, ela era a coadjuvante enquanto a Anna Pavlova era a estrela. Aliás, diz a lenda que o Marius Petipa não gostava da Vaganova, a achava horrível no palco. Enfim, ela se tornou professora e criou o seu próprio método, hoje reconhecido no mundo todo.

Talvez pela noção de que eu nunca receberia o papel principal, eu sempre presto atenção nas solistas. São elas e suas personagens sem nome que muitas vezes me encantam imensamente.

Às vezes, ficamos tão fixas nas personagens principais que não notamos essas incríveis variações. Eu já tenho a “síndrome de solista”. Tanto isso é verdade que o meu solo dos sonhos é a 2ª variação do Rio Nilo, do ballet A filha do faraó (como já comentei aqui e aqui).

Quem não quiser ser coadjuvante, nem se preocupe, pode passar para mim. Dançarei todas essas variações com prazer.

Anúncios

8 comentários sobre “Síndrome de Solista

  1. O que me encanta mesmo são as coreografias e a personalidade do personagem,não importa se é principal,solista ou se só vai a parecer uma vez e dançar 2 minutos. Tem que ter magia,paixão à primeira vista.

  2. Muito bom o post Cassia, mas sabe o que me deixa muito p*** é quando a sua professora de ballet coloca a aluna mais velha da turma pra fazer o solo só porque ela tem 20 e tantos anos quando as outras alunas tem 13 ou 10.
    Bjs

    1. Vick, querida, você está no blog de uma bailarina que começou aos 28 anos. É claro que darei razão para a sua professora. E vem cá, solo para uma menina de 10, 13 anos? Oi? Só se for em festival. Fora isso, dou total razão para a sua professora. Pode ficar p*** à vontade. ;)

      Beijos.

  3. nossa, que lindo esse video, Cássia! Não conheço esse ballet (não conheco ainda muitos ballets what a shame)

    Adoro as solistas! Sarah Lamb é uma delas, né? Bem, ela era rs. Agora tá mais famosinha.

    E essa solista do vídeo está dançando linda e levemente bem! Adorei o estilo.

    Beijos!

  4. Ah Cássia, acho que nós disputaríamos alguns papéis então porque também sofro dessa síndrome. Porém, a variação de Mirtha, rainha das Willis, é a minha preferida e se tivesse a oportunidade interpretá-la agarraria com unhas e dentes. Às vezes ficar vendo Giselle me cansa, mas acho que essa é a minha variação preferida, junto com o cupido em Don Quixote.

    Beijos

  5. Cássia,

    Sabe que nunca pensei seriamente sobre isso… rs. Eu tenho dúvidas sobre o que seria ou faria… não sei se gosto do corpo de baile, solista, personagem principal…
    Ainda não consegui pesquisar o suficiente para isso!
    Beijos
    lelê

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s