It Girls

Hoje notei um incrível aumento no número de visitas ao blog. Há um aumento constante, mas tamanho “salto” ainda não tinha acontecido. Só então percebi que vinha de um único lugar… E qual não foi a minha surpresa?

Para acessar o post, clique na imagem.

Eu sou leitora do It Girls há bastante tempo, inclusive falei sobre ele aqui. Sendo assim, fiquei imensamente feliz ao ver a Ale Garattoni falar sobre o ballet adulto, o fato dele estar em alta na moda e mais ainda por citar o blog.

Espero, de verdade, que muitas tenham se animado a voltar ou começar no ballet clássico. E que ele faça jus ao nome “clássico” e adultas no ballet deixe de ser moda para ficar de vez.

Anúncios

10 comentários sobre “It Girls

  1. Oi Cássia, já há algum tempo venho me deleitando na leitura dos seus textos, e nossa como tem me feito bem! Eu comecei no ballet muito cedo, não gostava muito, mamãe me colocou porque era gordinha (rsrsrsrs), segundo ela a intenção era deixar meu pequeno corpinho melhor, o detalhe é que depois de algum tempo comecei a gostar até demais e dentro de pouquíssimos anos já estava no útimo nível da escola, fazia aula todos os dias e com uma felicidade que creio que dá pra você imaginar. Mas o tempo passou, e eu entrei na faculdade de Direito aos 17 anos e aos 18 anos eu saí do ballet, mas o detalhe é que o ballet não saiu de mim e ao longo desses 12 anos sem ballet, vim ignorando a presença dele dentro de mim, deixei de assistir aos espetáculos porque sempre chorava, com vontade de estar no palco… mas a verdade é que no início deste ano eu retomei as aulas, aos 30 anos, mas cheia de amor pela dança, tenho sofrido bastante, porque me exijo muito, mas ao mesmo tempo sou consciente de que tanto tempo parada faz com que a gente perca muito das habilidades, mas com o tempo tenho certeza que recupero.
    Você está de parabéns pela divulgação, clara, sensata, inteligente, do ballet adulto, mostrando a realidade, as dificuldades, bem como sempre dando força para aquelas que ainda não tiveram coragem de retomar às aulas. Mais uma vez parabéns e obrigada pelo ânimo que transmites.

    1. Andréa, imagino mesmo a felicidade em ser adolescente e fazer aula de ballet todo dia! E não se exija tanto, você ficou 12 anos parada, mas sem dúvida alguma o seu corpo vai retomar o que aprendeu. Aproveite o caminho e não queira ser a mesma bailarina de 17 anos, pense na bailarina com 30. Ela tem o corpo um pouquinho mais duro, mas muito mais beleza para mostrar. E eu que agradeço pelo carinho. :)

      Grande beijo.

  2. Uma delícia descobrir seu blog. Sou uma apaixonada pelo ballet clássico. Estudei dos 4 anos até a adolescência, parei por pura rebeldia, falta de disciplina, adolescente sabe como é. hehehe Mas o amor pela dança permanece, e é muito bom encontrar pessoas que compartilham da mesma paixão. Já tá nos favoritos.

    Grande beijo

  3. Há querida… passo por aqui todos os dias… é leitura diária, e no carambolas azuis tb, adorooooo! Que maravilha essa divulgação do ballet para adultos, facilita muito, e as escolas se interessam em abrir mais turmas, isso é ótimo! Já falei que nos meus meados 32 anos estou criando coragem? Fiz dança do ventre muito tempo, mas, me chateia ver a vulgarização dessa arte que representa a cultura de um povo… Fiz mais de 12 anos de dança e posso dizer que se tem muito mais a aprender que um simples chacoalhar de quadril e lantejoulas…Agora o ballet… há, é amor antigo… daqueles de criança sabe, e a mãe da gente não tem condições de pagar, aí fica só no sonho mesmo… Com o tempo (ainda bem) isso mudou, agora podemos sim fazer ballet em qualquer idade!! Gosto muito da Escola de Dança Madiana Romcy, fica pertissímo da minha casa(posso ir a pé) e estou bem tentada… Há a música de lá é maravilhosa…o lugar… dá vontade de voar… kkkkk pareço boba não é? Me identifico com seu blog, pq és uma bailarina de alma sabe? Não fica por cima, nos postos, fica nas entrelinhas, e é aí que reside a verdade de tudo…Cai como uma luva para meras aspirantes como eu, que buscam no ballet apenas o prazer pela dança e a realização pessoal, só… Obrigada querida por tantas “coisas” lindas que nos presenteia… Bjosss.(Aff escrevi uma carta!)

    1. Juliana, muito obrigada pela delicadeza! Hoje você comentou no Carambolas e eu reconheci pelo email. ;) Nossa, você fez 12 anos de dança do ventre! Eu fiz apenas um ano, mas ficava imensamente irritada quando ouvia “Dança aí para a gente ver!” ou “E aí, já dançou para alguém?”. Péssimo! Sem falar em quem ia fazer aula achando superfácil e só então percebia a seriedade da coisa. Eu sinto falta às vezes, já pensei em voltar. E, calma, você tem uma escola de ballet pertinho de você e… não foi ainda por quê? Hehehehe. Começa! Começa! Começa! E muito obrigada pelos elogios, viu?! De todo coração.

      Grande beijo.

    1. Ale, em primeiro lugar, eu que tenho de agradecer! Fiquei imensamente feliz pela sua indicação, ainda mais por ser sua leitora. Obrigada mesmo! E espero que você realmente comece as aulas de ballet e entre para o clube. ;)

      Grande beijo.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s