O poder transformador da realidade

Vocês assistiram ao último capítulo de Viver a vida? A novela terminou com o depoimento do maestro João Carlos Martins. Por favor, assistam:

Será que alguém realmente pode imaginar o que significa, para um pianista, perder o movimento das mãos? Ele perdeu de uma, se tornou especialista em concertos para piano com a mão esquerda. Perdeu da outra.

Se este fosse um blog sobre piano, se ele viesse aqui e contasse sua história quando tudo isso aconteceu, sabe o que ele ouviria? “Não desista. O amor que você sente por isso é muito maior. A força consegue qualquer coisa! Vamos lá, não dê ouvidos para os outros. Você consegue tocar!”. É justamente essa a postura de um punhado de pessoas que comentam neste lugar. (E entendam a metáfora, antes que alguém comente que não perdeu movimento algum.)

Sinto muito, mas ele não conseguiria. E é aqui o ápice da sua grandeza. Em primeiro lugar, o amor de João Carlos Martins não é apenas pelo piano. É pela música. Segundo, ele simplesmente encarou a realidade e seguiu um novo caminho. Hoje é um grande maestro. Não só, foi um dos criadores da Orquestra Bachiana.

De maneira geral, os maestros sempre têm diante de si as partituras. Conforme o concerto segue, eles vão virando as páginas… Mas o João Carlos Martins não tem o movimento das mãos, lembram? Como ele faz? Sabe tudo de cor.

Por ter plena clareza de sua condição, por ter amor de verdade pela música, por olhar para si mesmo e reconhecer o que poderia ser feito, ele conquistou tanta coisa. Eu choro toda vez que o ouço falar.

Talvez agora vocês entendam quando digo para cada bailarina enxergar a própria realidade. Não é pessimismo, não é tolher o sonho de ninguém. É porque eu acredito que só assim as coisas realmente acontecem na vida da gente. Quando elas podem, de fato, acontecer.

Anúncios

9 comentários sobre “O poder transformador da realidade

  1. Nosso maravilhoso João Carlos Martins .
    vitorioso a força de vontade que vc teve é exemplo para todos os artistas em geral parabéns

  2. Olá Cássia,

    Não vejo a novela aqui em Portugal, mas amei este testemunho. Que história de vida emocionante, no verdadeiro sentido da palavra… Fiquei emocionada ao ver como alguém pode realmente dar a volta por cima depois de tantas situações inesperadas… E como diriam os brasileiros, “bota inesperado nisso”! Que exemplo! Não sei se o Maestro cristão, mas que dá uma grande lição a muitos, lá isso dá! Ensina-nos a não desistir, a acreditar em nós mesmos, mesmo quando todos dizem que já não podemos, que nunca mais iremos, que não sabemos, que não conseguimos. Ele não voltou a tocar piano, é um facto, a realidade dele não lhe permitiu, no entanto, o amor e a fé (quanto mais não seja em si mesmo) fê-lo nunca desisitir de algo que ama, a música. Que isso nos possa inspirar a todos.

    Bravo Maestro! Bravo!

    bjs
    Diana

  3. BRAVO João, maravilhoso! Adoro ele. Aquela questão além da superação mas da Transformação a partir de uma auto-crítica BEM realista.

  4. Pelo amor à música ele superou as mais tristes e diversas dificuldades.
    E nós nos lamentamos por coisas tão banais…
    E fica a dica: O mundo pode nos impor os maiores problemas e as piores tristezas, mas cabe a NÓS, e somente a NÓS aceitá-las.
    Beijos

  5. Por isso que gosto muito de ler seus textos. A realidade de cada um é o que nos faz entender as possibilidades. A história desse pianista é realmente comovente, mas é como você dizer a uma bailarina que ela tem que continuar tentando entrar em companias mesmo tenho 60 kg (meu caso :/), ou depois de perder o movimento de um dós pés.
    É triste, sim. É a vida.

  6. Oi Cássia, nossa eu assisti o ultimo capitulo da novela, e nada me emocionou, porém o depoimento desse pianista me deixou aos prantos…achei maravilhoso, um grande exemplo para todos…e sim para nós bailarinas exergarmos de frente td o que vem e de cabeça erguida enfrentar cada momento, cada etapa que nos é dada..enfim…ainda me emociono só de lembrar, ele é guerreiro, nada o fez desistir do seu maior sonho…maravilhoso…..

  7. Emocionante!

    Tantas contrariedades que qualquer pessoa teria compreendido se ele tivesse baixado os braços e desistido. Mas não, ele deu a volta por cima!

    Lindo, lindo.

    Aqui em Portugal já estão a anunciar os últimos capítulos, mas a novela ainda não acabou. É um final digno dessa novela.

    Beijos

  8. Cássia
    Vi vários blogs comentando sobre isso, mas não tinha assistido. Assisto o seu vídeo anexo.
    Realmente é emocionante ver alguém contando uma história dessas. É o mesmo paralelo da bailarina que tem algum problema, me lembra a cena do “Estranho Caso de Benjamin Button”, aonde a Blanchet, transforma a sua vida de bailarina profissional em um minuto, com um atropelamento… ela não deixou o ballet de lado, mas não é mais profissional depois disso. Aquela cena dela no estúdio aonde dá aula, tentando executar um passo (mil desculpas, não vou lembrar qual) aonde a perna não vai… me deixou super triste, acho que chorei até…
    Enfim, entendo a sua analogia.
    Beijos
    lelê

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s