O que vocês querem dançar?

Mês que vem o blog completará um ano. Para comemorar, eu tive uma ideia, mas preciso da participação de quem ajuda a construir o blog: vocês.

Quem quiser participar, basta dizer nos comentários: “Eu gostaria de dançar…”. Escolha uma coreografia, de repertório, dentre estas três possibilidades:

1) Variação. Não precisa ser apenas do papel principal, qualquer variação de repertório está valendo.

2) Pas de deux. Nesse caso, é para indicar a coreografia e o partner. De Mikhail Baryshnikov a Marcelo Gomes, vocês escolhem.

3) Pas de trois. Nesse caso, é para indicar a coreografia e as outras duas bailarinas. Pode ser alguma conhecida que comenta sempre aqui no blog ou bailarina profissional.

Vocês quem mandam. Sonhem à vontade, não se limitem ao “Eu sonho com tal variação, mas não consigo fazer dupla pirueta”. Aqui pode. O resultado será publicado no dia 1º de fevereiro, aniversário do blog.

Se alguém perceber qual é a brincadeira e contar nos comentários, eu apagarei. Não vamos acabar com a graça.

E aí, o que vocês querem dançar?

*
ATUALIZAÇÃO: Bailarinas queridas, nos comentários vocês estão dizendo que não estão entendendo, mas todo mundo está fazendo certinho. Só indiquem o que querem dançar, o que será feito com isso vocês só saberão no dia 1º de fevereiro. Se eu contar antes, perde a graça!

Anúncios

43 comentários sobre “O que vocês querem dançar?

  1. Oi Cassia,

    Nao conhecia o blog quando este post foi publicado. As escolhas foram otimas, mas o que me chamou atencao foi que ninguem se candidatou a dancar com o Nureyev. Talvez pela diferenca de geracoes ou talvez pela falta de videos o suficiente para mostrar a sua grandeza. Foi so uma observacao. Beijos

  2. Cássia, em depoimento publicado no livro Seminário de Dança, do Festival de Joinville, declaro que não me lembro da vida sem ballet.
    Não se trata de figura de retórica, mas de absoluta realidade. Vi ballet pela primeira vez aos 3 anos, comecei a aprender aos 5 e me profissinalizei como bailarina do Theatro Municipal aos 16.
    Dancei até os 48 anos e depois percebi que devia à dança uma atitude de dedicação pelo muito que o mundo artístico, notadamente o ballet, tinha me dado.
    Comecei então meus estudos de história da dança, do ballet, e do ballet no Brasil, o que fatalmente me trouxe ao Rio capital, à vinda da corte para o Brasil (o ballet não começa aqui no século XX), o Corpo de Baile do secular Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
    Cheguei ao seu blog via Google Alerts e via Alertas do Google, um serviço gratuito prestado pelo Google, que varre na Internet o tema escolhido por você para lhe chegar por e-mail.
    Escolhi ballet e um dia seu blog me chegou.
    E foi muito bom ter entrado, ter procurado saber o que o jovem pensa do ballet, me colocar disponível para orientar, se for o caso, me encantar com a capacidade que o ballet tem de desenvolver os sonhos e a sensibilidade.
    Fiquei feliz de saber que você cursou os dois cursos da Unidança e Vera é uma figura de grande valor para a dança.
    Meu livro tem duas pessoas interessadas em tentar reeditá-lo. Se vão conseguir, é outra história, mas estão tentando.
    Obrigada pelo seu carinho.
    Um grande beijo da Caminada

  3. Eliana, obrigada por ter mandado meu e-mail para a Vera Aragão! Eu fiz o curso de Composição Coreográfica e agora estou terminando o Organização e Método de Ensino de Ballet. Aprendi imensamente com os dois. Sobre o seu livro, eu fico impressionada com esse tipo de coisa. Você, no seu direito de defender a dança, acaba sofrendo retaliação. Isso deveria ser proibido, sinceramente. Ah, encontrei o História da Dança no Estante Virtual, das outras vezes não havia encontrado. E muito obrigada pelos contatos, quero muito adquirir o outro livro. Ah, se São Paulo e Rio fossem mais próximos, sem dúvidas eu faria o curso de Dança na UniverCidade. Além disso, pesquisando agora no site, eu me apaixonei pelo curso de Didática da Dança Infanto-Juvenil. Esse assunto já gerou tantas discussões aqui no blog, acho até que publicarei sobre o curso. Não basta um professor ser especialista em técnica, obrigatoriamente ele tem de entender de didática. Nossa, fiquei muito feliz com esse curso, mas muito! E eu que agradeço o seu carinho, os seus comentários, o apoio a todas nós. Depois passarei no Orkut para ver suas fotos, com todo prazer. =)

    *

    Vanessa, eu assisti ao ballet inteiro da Branca de Neve no YouTube, consegui encontrar. Eu me apaixonei perdidamente. Não só é uma beleza para quem dança, mas uma graça para quem assiste. Pronto, graças a você encontrei o único ballet que gostaria de dançar inteirinho.

    Beijos.

  4. Todo esse bailado Branca-de-neve é lindo. É recente, daí q n seja muito conhecido mesmo. Vale a pena ver. Eu tenho o DVD e gosto muito, foi um dos primeiros que comprei. No youtube estão outros excertos do bailado, mas n tem tudo… Se puderes dá uma olhadinha nos outros videos, ou melhor vê o próprio DVD!

    bjs

  5. Cássia, obrigada. Mandei seu e-mail para Vera Aragão e ela ficou feliz.
    Meu livro sobre história da dança está esgotado e a editora não o reeditará. O dono da editora, Ernani Contursi, é presidente do Conselho Regional de Educação Física e na época da briga entre dança e educação física me posicionei ao lado dança, claro. Ele não aceitou minha posição. Atualmente, aí em São Paulo, tem um produtor cultural – acho que é esse o nome – tentando viabilizar essa segunda edição pela Lei Rouanet, mas confesso entender pouco do assunto Lei.
    Talvez você encontre um volume no Estante Virtual.

    Quanto ao livro sobre o programa de ensino, envio-lhe os endereços que podem ser úteis. Um é da nossa coordenadora da licenciatura em dança da UniverCidade e o outro é da própria UniverCidade, que edita o livro.
    Talvez, escrevendo, pressionando, eles façam outra tiragem. Por mim, eu disponibilizava o texto, mas não temos os direitos, por incrível que pareça, sobre nosso trabalho.
    Mais uma vez, obrigada pelo carinho e conte sempre comigo. No meu Orkut tem álbuns com fotos de ballet que talvez você goste de ver. Meu nome no Orkut é EC.
    Bjssss.

    Angela Ferreira:
    amferreira@univercidade.br

    Site da UniverCidade:
    http://www.univercidade.edu

  6. Eliana, eu que fico feliz em ler os seus comentários aqui no blog. Pela sua história, o seu conhecimento, a sua dedicação, o seu amor à dança. Em momentos assim que eu penso: “Quero o ballet na minha vida até o fim”. E sempre acho lindo quando bailarinos se casam, a família cresce e suas histórias se constroem na dança. Linda a sua história! E por falar em História da Dança, os seus livros serão relançados? Tanto o História da Dança, quanto o Programa de Ensino de Ballet. Descobri os dois livros pelos cursos que já fiz na Unidança (os dois ministrados pela Vera Aragão) e não os acho nem em sebos. É tão difícil a gente encontrar material de estudo em português, ainda mais desenvolvido no Brasil. Espero, de verdade, que eles sejam relançados em breve. Se não, a gente faz campanha a favor! :D

    *

    Vanessa, eu não sou fã de pas de deux, nunca fui. O único que eu realmente gosto é do Dom Quixote, do 3º ato, mas sem as variações. Agora, graças a você, descobri um para dançar completo. Fiquei até emocionada. Eu não conhecia, é lindo demais. E acalme a curiosidade, logo mais você descobrirá. ;)

    *

    Isabella, o seu pas de deux não entrou na brincadeira porque era apenas repertório. Eu mesma escolhi uma das variações que você publicou.

    *

    Luana, você por aqui! :D Deu tempo sim, a sua coreografia já está anotada.

    *

    Leticia, eu já estava pensando que você não participaria! Hehehe. E você é danada, hein?! Eu adoro essa variação de Carmem, mas nunca tinha assistido com uma bailarina que realmente me convencesse. Você achou “a” versão. Amei amei amei.

    Beijos.

  7. Bem voltei antes do dia primeiro!!!!! Será que estou brincando corretamente???

    Ainda preciso pesquisar mais os repertórios… Assisto às suas indicações maravilhada!

    Espero q tenha feito certo!
    Beijos
    lelê

  8. Oi Cássia,
    Ainda da tempo de participar ?
    Depois de muita reflexão escolhi o pas de deux de Dom Quixote com o Thiago Soares.
    Bjs e parabéns pelo 1º aninho, seu blog é maravilhoso!!!

  9. Aiii… muito difícil escolher uma só…
    Sonho em dançar tantas….

    “O Desafio de Kitri”

    Bom… eu naum sei que o nome dessa variação mais é de Dom Quixote…

    Harlequinade – Colombina

    Esmeralda

    Lago dos Cisnes- Cisne Negro- Odile

    Não sei qual é essa também, mais éh de La Bayadera…

    Gosto dessas e de muitas outras…
    Agora falta escolher entre uma dessas… Ai minha nossa, será que eu consigo??

    Aiii mudei de idéia… rsrsrs achu que quero um pas de deux…
    Acho esse lindoooo!!!!

    Munhecos

    E o bailarino que eu escolheria não é famoso, mais acredito que um dia será, eu vi uma apresentação dele uma vez e me apaixonei…

    Entre todos esses videos que eu coloquei eu escolho dançar o pas de deux Munhecos com o bailarino Pedro Vinícius Bueno (aluno da escola de dança “Ballet Paula Gasparini”), eu já o vi danar essa coreografia, mais infelizmente não a achei no YouTube, então tive que colocar com outros bailarinos, mais a que eu assisti era realmente perfeita!!!

  10. Depois de muito pensar, resolvi-me. Não é o meu grande sonho dançar essa coreografia (hummm acho que ainda nem tenho um definido), mas é muito bonita e não muito conhecida.

    Eu quero dançar o pas-de-deux final de Branca-de-Neve com Roberto Bolle.

    Este é o link do video:

    É assim?

    Pensei que ia acabar por ficar de fora da brincadeira… Não faço ideia do que será, mas estou curiosa!

    bj

  11. Cássia, puxa, fiquei tão feliz de receber sua resposta.
    Ballet tornou-se uma missão que desempenho com muita alegria. Considero um privilégio ter vivido entre artistas desde menina, ter casado com um bailarino, ter tido um filho dele, conhecer e amar gerações de bailarinos, brasileiros ou não; ter podido ter tanta coisa maravilhosa.
    Poder estudar história da dança depois de dançar foi um prêmio inesperado que a vida me reservou. Conhecer nossa própria história, a tradição que já possuímos e, em geral, desconhecemos, se transformou num fascínio, numa possibilidade de caminho na dança para aqueles que não podem mais dançar no palco.
    Obrigada pelas palavras carinhosas. Ver seu interesse pelo ballet conforta, dá ânimo para continuar sempre.
    Cristina ainda não conseguiu colocar o site dela no ar, mas eu aviso assim que ela tiver dado o aval para o webmaster. A história de Cristina é incomum, é uma história de talento e auto-superação raras vezes encontrada no mundo.
    Sim, ver Zakharova e Thiago muito jovens, estreantes ainda, e vê-los hoje, como grandes estrelas foi inesquecível num Lago inesquecível também.
    Bjsss.

  12. Eliana, acho isso tão importante, especialmente para nós estudantes apaixonados pelo ballet: nesses blogs, sites e portais de vídeos que aprendemos, pesquisamos, conhecemos. Sem falar na troca. Pode parecer pieguice, mas é tão bom percebermos que não estamos sozinhos nesse amor pela dança. E é especialmente emocionante ver uma bailarina como você dizer que não se lembra da sua vida sem o ballet. Sobre o site da Cristina, colocarei nos links e vou torcer para que ele entre logo no ar. Queria vê-la dançar, mas não encontrei vídeo algum. Sobre a Variação de Raymonda, você acabou de nos dar uma aula técnica! Vou rever prestando atenção no que você explicou. E essa variação é belíssima, eu me impressiono toda vez que assisto. Eu imagino que deve ser especialmente interessante para você ver, hoje, a Zakharova e o Thiago Soares onde estão e os bailarinos que se tornaram. Infelizmente, ainda não tive a oportunidade de ver nem um nem outro no palco.

    *

    Bebel, sua variação já está anotada.

    *

    Heydi, ainda bem que você sonha com vários pas de deux, hehehe. Já anotei o seu.

    *

    Karin, só poderia ser Raymonda mesmo. ;) Caso contrário, você teria de escolher outra variação.

    *

    Fernanda, muito obrigada pelos elogios ao blog. Pelas regrinhas que eu criei, só poderia ser variação, pas de deux ou pas de trois, mas quem manda sou eu mesmo, hehehe, posso criar as exceções. Está valendo o seu pas de quatre, tá? Especialmente porque ele é lindo demais! Mas e a sua inflamação? Você já está ficando boa? E fique tranquila, já achei uma ótima versão do vídeo.

    *

    Lê, não pode ser dia 1º de fevereiro, você tem de me contar antes! Nesse dia, o resultado da brincadeira será publicado aqui. Vamos, vamos, vamos, quero a sua participação. Não precisa ser “o grande sonho da sua vida bailarinística”, pode ser só um desejo, hehehe.

    *

    Patricia, aeeeeeeee, agora deu certo! Seu pas de deux está anotado.

    *

    Simoní, sabia que o Desafio de Kitri foi a minha primeira variação “dos sonhos”? Sou apaixonada por ela. Linda linda linda, amei sua escolha!

    *

    Carol, era para escolher só um dos três, hehehe. Anotei a Variação do Pássaro Azul, tá? E vou pesquisar esse pas de deux, eu não conhecia!

    Beijos.

  13. Eu gostaria de dançar…

    1- Pássaro azul, Sleepy Beauty
    2- Pas de deux do Gaite Parisiene, com lexandra Danilova & Frederic Franklin
    3- Serve pas de quatre? Do lago dos cisnes? haha Não lembro de nenhum pas de trois que gostaria.

  14. Cássia, acabei de assistir, e salvar, a variação de Raymonda por Zakharova.
    Eis uma variação chique, executada com perfeição de refinamento, de conhecimento da estilização dos movimentos húngaros nessa obra-prima de Petipa.
    Essa é a típica falsa fácil, até porque, como bem compreendeu Zakharova, o que deve ser valorizado na diagonal final são os retirés húngaros estilizados e não a pirueta; e o passo básico é pas-de-bourré.
    É bem complicado dançar essa variação em festivais porque ela não está em cima de ítens determinados de virtuosismo, mas de escola, presença, carisma e estilo.
    Vi Zakharova pela primeira vez ainda mocinha, estreando (acho) Lago completo com Thiago Soares, naquela ocasião, ainda primeiro-bailarino do Theatro Municipal do Rio. Ambos estavam maravilhosos e mostraram o que o mundo ainda tinha por admirar.
    Um abraço.

  15. Missão difícil essa hein? Apenas uma coreografia por bailarina?
    Vamos lá, juro que não queria ser tão óbvia, tampouco repetitiva (acho que já comentei aqui minha paixão por “Dom Quixote”), mais como sempre foi meu sonho de bailarina dançar esta Variação, tem que ser ela; Escolho o 1º ato de Dom Quixote, com o Desafio de Kitri. Lindo!

    Adorei essa idéia, muito boa mesmo, não existe limites para sonhar e ser feliz!

    Beijos Cássia! ;)

  16. A bem dizer… com o Mikhail, o difícil é mesmo escolher o bailado…

    Mas… aqui vai: Grand Pas de Deux do II acto do Quebra Nozes:

    … a partir dos 2 minutos é … sublime, Cássia, sublime :)

    beijinhos

  17. Preciso pensar um pouco Cássia!!! Já li seu post a um tempo e não cheguei a conclusão nenhuma. Não sei se por falta de repertório… falta mais pesquisa. Ainda não encontrei no mundo dos repertórios… vamos ver se consigo até o dia 1º!
    Beijos
    lelê

  18. Bom,primeiramente gostaria de dizer que AMEI o blog!Me identifiquei com várias das histórias contadas aqui,mas principalmente com o post “quando não somos a primeira bailarina”.
    Não sei se está valendo,mas eu gostaria muito de dançar o Pas de Quatre (Swan Lake),com as minhas colegas do Ballet mesmo,sem muita pretenção.Até cheguei a dançar,mas foi por muito pouco tempo.Eu adorava dançar o Pas de Quatre,era perfeito *-*.Mas agora parei de dançar,por um inflamação em dois tendões no pé esquerdo.
    [meu computador está horrível e eu não consigo entrar no youtube para colocar o vídeo.]
    Parabéns pelo blog.
    :*

  19. Nossa que bagunça eu fiz……………..limpa tudo ai tá Cassinha, rs…………beijos

  20. Tenho uma admiração por thiago Soares e queria fazer esse

    pas de deux.

    Adoro tuttu preto.

    P.S.: pode deletar o do micha tá? Quero participar com esse…….beijos

  21. Cassia posso mudar, pq não tenho somente esse sonho. E ai a gente disputa/participa com mais adrenalina de ser vencedora, rs.

  22. Mesmo com dois anos de ballet, nomes nunca foi meu forte… mas vamos lá…

    A variação Odile de O Lago dos Cisnes é belíssima, mas não resisto a variação Esmeralda, com aquele pandeirinho. É tão alegre, forte e graciosa.

  23. Cássia, já estou gostando. Tenho mesmo, por hábito, percorrer os blogs e sites de bailarinos brasileiros (e estrangeiros também) e percebo que o ballet está vivo, que tem um público jovem que o ama e que tem profissionais dispostos a usar parte do seu tempo para divulgá-lo.
    Terei prazer em passar por aqui e deixar sugestões e ler matérias e ver filmes.
    Ballet é minha vida. Sou casada com bailarino e num depoimento em Joinville, publicado num dos livros Seminários de Dança eu afirmo, e é verdade, que não me lembro da vida sem ballet.
    O site da Cristina está em construção, mas ela é um exemplo impressionante de superação de poliomielite, num grau altíssimo, através do ballet chegando a primeira-bailarina do Theatro Municipal do Rio, do Ballet de Genève e do Ballet Nacional da Espanha.
    Um abraço.

  24. Thaís, eu sou apaixonada pela sua variação e seu pas de deux. Já o pas de trois, ele foi montado na outra escola onde eu estava, a música ainda faz parte das minhas memórias, hehehe, das vezes em que vi as “bailarinas avançadas” ensaiarem. Brincou certo sim! Eu que não tinha explicado direitinho.

    *

    Karin, essa variação é lindíssima! Sobre os seus outros vídeos, eles não podem entrar na brincadeira, pois só valem ballets de repertório. E eu tenho medo deste filme, o Red Shoes, especialmente porque eu li o livro “Mulheres que correm com os lobos”, em que há um capítulo sobre os “Sapatinhos vermelhos”.

    *

    Keyla, Vivian e Mari, anotado!

    *

    Emily, você entendeu sim, eu só não expliquei o que farei com isso porque é surpresa! E já anotei o seu pas de deux com o baixinho carismático, hehehe.

    *

    Ana, essa entrada da Kitri é linda. E você é a primeira bailarina que eu conheço que sonha em dançar a Myrtha. Adooooooro quando as variações de outras personagens são as queridas das bailarinas.

    *

    Suelen, o grand pas de deux não vale! Quer a entrada, as variações e a coda? Muita coisa para uma pessoa só, hehehe. Vou contar só a entrada, cinco lindos minutos.

    *

    Eliana, a sua única sugestão que não coloquei no blog foi o site da Cristina Martelli, porque só há a página principal. Com certeza, a Internet é excelente para nos comunicarmos e expandir nossos conhecimentos. Quando quiser indicar mais sites, publicar informações importantes, por favor, compartilhe e publico aqui. O blog é mantido por mim, mas feito por todas nós. E, na verdade, quem colocou esses vídeos incríveis foram as bailarinas que comentam sempre aqui. No dia 1º de fevereiro o blog completará um ano e estou organizando uma surpresa para todas. Volte, quem sabe você goste também.

    *

    Patrícia, estou esperando a sua coreografia para dançar com o Mikhail, hehehe.

    *

    Priscila, a brincadeira é para sonhar mesmo. Mas o que você quer de Giselle? A variação do 1º ato, em que ela está fofa de camponesa?

    *

    Luciana, encontrei o Grand Pas Classique por acaso, há uns dias, mas era com a Elisabeth Platel, exatamente a que vem a seguir. Mas essa com a Sylvie Guillem é de desmanchar nosso coração.

    *

    Heydi, a Suelen também escolheu esse mesmo pas de deux, com o mesmo bailarino! Mas como sonho é sonho, não tem problema, as duas podem ter a mesma coreografia.

    Beijos.

  25. Oi Cassia!

    Eu queria dançar a variaçao feminina do Grand Pas Classique, de preferencia tao bem quanto a Sylvie Guillem!! Hahahaha, muita pretensao, ne? Mas pra quem ama o ballet, vale muito a pena ver esse video, ela e incrivel. Bjo

  26. Oiii Cassinha!!!

    Bom, só tenho 5 meses de ballet, então não entendo muito esses nomes, essa coisa de variação e tudo mais…rs

    Mas não posso deixar de falar que me emociono muito com Giselle. E como aqui a gente pode sonhar, em comemoração ao aniversário deste blog MARAVILHOSO, eu escolhi dançar : Giselle.

    Grande beijo Bailarina!!!

  27. Cássia, obrigada pela consideração de ter aceitado algumas de minhas sugestões.
    Amamos ballet e acho a Internet um extraordinário meio para nos comunicarmos e nos informarmos cada vez mais.
    Nosso país tem um celeiro de talentos, mas se comunica muito pouco.
    Estou fora do Rio, impossibilitada de assistir aos filmes que você colocou no blog, mas assim que eu retornar de fora terei o prazer de ver Zakharova em Raymonda, entre outros vídeos excelentes.
    Um abraço.
    Caminada

  28. Adorooo……meu sonho é dançar o Grand Pas de deux de Don Quixote com o Baryshnikov!!!
    Quando estreiar eu chamo tds vcs!ahuahuhua…bjx

  29. Putz, escolher a coreografia número um da lista “eu quero dançar” é uma missão bem difícil.
    Fiquei em dúvida sobre Kitri ou Myrtha, e foi um dúvida bem cruel hehehe.

    Eu gostaria de dançar a variação da Kitri no 1º ato de Don Quixote (a entrada).

  30. Cássia só agora eu caí na real que é apenas uma coreografia por bailarina.
    Então quando ler o meu comentário,fica valando a segunda opção do Lago dos Cisnes.

    Desculpa a demora pra cair a ficha!rsrsrs

    Até

  31. Eu não entendi nada até agora Cássia.
    Eu li e li e tô na mesma.
    Mas eu vou participar sim.
    La vai…………
    Eu gostaria de dançar como uma russa a variação do 1º ato de Giselle e o meu sonho extremo de ballet é Pas de Deux do cisne negro Odille com o prícipe Siegfried que no caso pode ser o baixinho carismático do Daniil Simkin !

    Já pensou…dois baixinhos até que não seria mal..rsrsrsrs…

    Bjs

  32. Acho que não entendi a brincadeira direito não… Mas mesmo assim, darei meus pitacos e farei minhas escolhas. Haha

    Variação: Odile – O lago dos cisnes (3o ato) http://www.youtube.com/watch?v=etdeo8WPzuo

    Pas de Deux: Meu parter é o coisinho do Daniil Simkin

    Pas de Trois: Escolho a Ana Yazlle e a Tamara Rojo que é pra ser democrática e fazer bonito.

    É isso, Cassinha? Brinquei certo?

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s