Um outro ponto de vista

É comum, no ballet, vermos a sapatilha de meia-ponta como uma pré-ponta. Ela nada mais é do que a preparação para um outro estágio, quando finalmente “seremos bailarinas para valer”. A pobre meia-ponta é mera coadjuvante. Nem me digam que não funciona dessa forma, porque as sapatilhas de ponta sempre são vistas como nossa “entrada definitiva no mundo do ballet”.

A Lulis, bailarina com quem já compartilhei escola e palco, me passou o link do seu canal no YouTube, onde ela publica vários vídeos de dança. Eu ainda não assisti à primeira temporada da série Fama (pensei que a cena era do filme, mas a Ana e a Thaís me corrigiram) e, talvez por isso, fiquei impressionada com esta coreografia aqui.

Notaram que estão todas na meia-ponta? Dançaram divinamente e num alto nível técnico. Para a gente pensar que a questão não é a sapatilha, mas a bailarina.

*
Alguém percebeu que não há uma única alta e magrela na turma?

Anúncios

18 comentários sobre “Um outro ponto de vista

    1. Cyndi, em relação à meia-ponta, não há idade para usar, tampouco para parar. Ao contrário do que muitas bailarinas pensam, ela não é uma fase antes da ponta, mas será usada pela vida inteira de uma bailarina. Em relação à ponta, a situação muda, porque o seu uso inadequado mexe diretamente com a nossa coluna e articulações. A Thaís, do Ponta perfeita, fez um ótimo post sobre estar preparada para subir nas pontas http://pontaperfeita.wordpress.com/2009/10/16/voce-esta-pronta-para-subir-nas-pontas/

      Beijos.

  1. Gaby, se todas nós aqui não preferíssemos a sapatilha de ponta, não faríamos ballet clássico. A intenção do vídeo foi apenas mostrar que a técnica da dança é mil vezes mais importante do que subir na ponta. Como já falei em um outro post, isso qualquer uma faz. Primeiro tem de aprender a dançar. É isso que faz uma bailarina ser quem é.

    Grande beijo.

  2. Eu sei que é uma ditadura e talz, mas eu ainda prefiro dançar na ponta.
    Mas é claaaro que eu prefiro dannçar bonita, óbvio.
    Mas se eu souber fazer bonito na ponta, eu faço.

  3. Amei o video, amei seu blog e vou voltar sempre!
    Depois de um tempão parada, ano passado voltei a dançar e esse ano vou fazer ballet clásico, me reapaxonei pela dança, com 26 anos eu quero ser uma bailarina denovo!!!

    É com certeza, não importa a sapatilha, e sim a bailarina!! Adorei!

    Beijos!!
    =***

  4. Suelen, essa sequência é pesada até para profissionais. Fico tonta com tantos giros e são todos rápidos e lindos. Eu queria tanto ir para a ponta e agora sinto falta de aulas na meia-ponta. Quando dancei na meia no fim do ano passado, aí sim dei um imenso valor a ela.

    *

    Mari, técnica é técnica, mas às vezes a gente esquece. É a ditadura da ponta! Hehehe. E para você também, tudo em dobro.

    *

    Gabi, mas de onde você tirou que mudarei de escola? Vá lá sim fazer uma aula com a Karen, ver se você gosta, se é o que você espera. Aprendi que escola e professora de ballet são iguais à sapatilha de ponta: temos de encontrar aquela que dá certo para nós.

    *

    Ana, foi como eu disse para a Mari, é a ditadura da ponta. O problema é ter tanta bailarina insegura na ponta, que poderia dançar lindamente na meia-ponta enquanto não tem segurança o suficiente. Nessa gana de querermos logo a maioridade no ballet, a gente perde em técnica, graça, beleza… E muito obrigada por ter avisado de onde é a coreografia. Eu não assisti nem um nem outro, ai ai, viu!

    *

    Thaís, muito obrigada por ter avisado. Como falei para a Ana, não assisti a nenhum dos dois. Opa, dos três, nem o novo Fama eu vi! Viu como a coxuda dá um banho em muita perna de saracura por aí? Toda vez que alguém fizer qualquer crítica ao físico de uma bailarina, eu mostrarei esse vídeo. Elas fazem fouetté! E é isso aí, bora mudar tudo, por um ballet com coxas e na meia-ponta. Martha Graham terá orgulho de nós! Hehehe.

    *

    Simoní, vai por mim, quando você fizer mais aula de ponta do que de meia-ponta, sentirá falta. A meia-ponta é importantíssima para a nossa técnica. Agora eu dou valor a ela. Viu, a baixinha de coxa grossa arrasou!

    *

    Emily, o mais bacana é que nenhuma delas segue o padrão da bailarina e dançaram muitíssimo bem! E sou do mesmo time que você, antes dançar bem na meia-ponta do que ser uma desengonçada na ponta.

    *

    Vanessa, eu também me impressionei com a velocidade. Tantos giros, tudo tão rápido, e elas lá, firmes e lindas. E é muito legal você aproveitar a meia-ponta com tanto amor. :D Agora eu dou um valor danado para a minha.

    Beijos.

  5. Bem… extraordinário! Impressionante a técnica, a velocidade, a coordenação, tudo.

    E se não tivesses dito, não repararia à primeira vista que elas não têm sapatilhas de ponta!

    Eu, desde que comecei, nunca tive aquela ânsia pela sapatilha de ponta. Claro que eu amo ver uma bailarina dançar com elas porque é tudo o que sonhamos, é o símbolo do ballet, mas para mim só ter e usar uma meia ponta foi demais. Os meus olhos brilhavam quando as comprei! E eu continuo a prezá-las muito. Ainda não uso pontas e quero vir a usar, mas por enquanto estou tão feliz com as minhas meias pontas!

    Beijos

  6. Nunca dei o devido valor à sapatilha de meia-ponta.
    Achava que a bailarina de verdade era aquela que dançava só na ponta.
    Quando iniciei nas pontas pude ver que a meia-ponta é muito importante e essencial à toda bailarina que almeja
    dançar bem na ponta,pois é com ela que aprendemos os primeiros passos e exrecícios sem falar que ela ajuda
    a formar uma espécie de “espartilho natural do pés” que nos auxilia e muito para termos força e um bom desempenho
    na ponta.
    Quando assiti ao video,fiquie imprecionada,elas não têm o esteriótipo da típica bailarina…
    alta e magra…são como a maiorina de nós e dançam super bem e na MEIA-PONTA!!!
    Com certeza isso prova que depende muito de nós e não da sapatilha que usamos seja ela ponta ou não,somos nós
    quem fazemos a dança.
    Sinceramente,prefiro dançar mil vezes bem na meia-ponta do que ser uma desengonçada na ponta.

    Bjs

  7. Bem a minha companheira de aula e de palco ainda é a meia-ponta, mas tenho que concordar que ela é meio que esquecida, todos se encantam e buscam somente a beleza da Ponta, porém como todas já sabemos para chegar a esse estágio temos gastar e rasgar muita meia-ponta em aula para alcançarmos a tão sonhada sapatilha de ponta.
    Ah também adorei o vídeo e principalmente a bailarina da frente baixinha e de coxas grossas, me lembra muito alguém… (EU!) rsrs
    E outra coisa tudo que é bem feito, com muito trabalho, dedicação, ensaio, é valido seja na meia-ponta ou na ponta, ballet ou contemporâneo o que importa é a qualidade e a força de vontade.

    Beijos Cássia :)

  8. Cassinha,

    Provavelmente, esta é uam sequencia da série Fama, que foi ao ar logo depois do filme. Eu assisti o filme recentemente e me lembro que essa sequencia não existe, embora sejam exatamente os mesmos personagens.

    Mas puxa… Que vídeo bacana!!! Me identifiquei total com a bailarina coxuda da frente. Essa é uma das primeiras coisas que reparo. Vc sabe porquê. E é muito legal quando não precisamos seguir um padrão: sem sapatilhas e sem magrelas! Hahaha

    Beijão!

  9. Foi tão estranho ler o seu comentário, mas eu tenho que concordar. A pobre meia-ponta não passa de um mero meio pra um fim, ou pelo menos eu a via dessa forma.

    Quando eu assisti Romeu e Julieta, no Teatro Guaíra, a primeira coisa que eu pensei foi “cadê as sapatilhas de ponta das bailarinas?”, todos dançaram na meia-ponta e não foi por isso que o espetáculo foi ruim, na verdade foi muito bom.

    Ah, eu já tinha assistido, tenho o DVD XD. Bem, sempre ne impressiono com as coreografias do Fama sempre que vejo alguma. Só que essa coreografia não é do filme não, é da primeira temporada da série :).

    Beijos

  10. Que video bacana! E Cassia, vc vai mudar de escola? Desculpa a pergunta, é q como vc, eu estou com a maior dificuldade de arrumar uma escola bacana q ensine para adultos. Estou perguntando pq pelos posts da comunidade, eu pensei em ir fazer uma aula lá com a Karen..
    Beijos

  11. Cássia!!!
    Tb ADOREIII o vídeo q vc postou!!!
    E realmente o q importa é a qualidade e não se é na ponta ou não!
    Cássia, quero tb te desejar um maravilhoso ano de 2010, com mtos sucessos, na vida pessoal, na vida profissional, na vida bailarinística, mta paz, saúde e amor tb!!! Beijuus

  12. ADOREI!!!!!Muito legal Cássia! O povo mandou ver!!!Quantas piruetas!!!
    E essa coisa de meia ponta é engraçado pq a maioria das bailarinas realmente não dão o devido valor a este estágio, e vou me incluir no pacote! Demorei muito para entender a importância das minhas aulas na meia ponta.
    Nossa parabéns ….
    Contando os minutos para voltar as aulas!
    Beijos feliz 2010!

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s