O meu reencontro com O lago dos cisnes

O lago dos cisnes foi o primeiro ballet de repertório que assisti. Ainda nem pensava em fazer ballet, mas estava mudando de canal e resolvi parar no programa que acabara de começar. Era uma versão do Bolshoi, com a Svetlana Zakharova como protagonista.

Não sei o que aconteceu, mas peguei birra do ballet e da bailarina em questão. Talvez, ali tenha surgido em mim uma imensa frustração, ver tamanha beleza e não poder dançar. Quem diria…

Até que as coisas mudaram. Primeiro, uma foto da Odile, interpretada pela Uliana Lopatkina. Ela realmente parecia um cisne. No mesmo dia, encontrei um CD do Tchaikovsky, que ganhei há 14 anos, com partes do ballet. Era o momento de dar uma nova chance.

Ontem, assisti ao ballet inteiro novamente. Versão do Teatro Mariinsky (o Ballet Kirov). Adivinha com quem no duplo papel principal? A própria Uliana. Estou emocionada até agora.

Cena do 2º ato, O lago dos cisnes, Mariinsky Theatre (The Kirov Ballet)

A história é linda. Uma mulher-cisne que, para ser libertada de tal encanto, precisa ser amada de verdade. A música alterna entre o vigor e a doçura. Dividido em quatro atos – 1 e 3, coreografado por Marius Petipa, acontece no palácio do príncipe; 2 e 4, coreografado por Lev Ivanov, no lago dos cisnes –, o ballet consegue alternar os focos de ação da história, sem deixá-la enfadonha. Só quem já assistiu a La Bayadère e Giselle sabe como cansa aquela profusão de tutu branco por tanto tempo.

Além disso, nunca vi tantos pas de quatre juntos. E a inventividade e beleza das coreografias? A impressão para quem assiste é que todo mundo do elenco tem o seu momento. Quando a gente menos percebe, corpo de baile se transformou em pas de deux, que virou pas de trois, de repente é pas de six, depois aparece uma variação, mais outra, então o corpo de baile volta. Cisnes grandes, para alegria das bailarinas altas, cisnes pequenos, para alegria das baixinhas. Dança russa, dança espanhola, dança dos leques. Tutus brancos e vestidos lânguidos coloridos. O tutu preto mais lindo que existe. Um bobo da corte que rouba a cena do príncipe. Cisnes negros e cisnes brancos dançando juntos no 4º ato. É lindo demais.

Lamento dizer, mas La Bayadère e Dom Quixote perderam o posto de repertórios preferidos. Agora, o meu grande amor é O lago dos cisnes. Quando terminei de assistir, entendi porque decidi ser bailarina aos 28 anos de idade.

*

O repertório completo, em MP3, no Música de Ballet. Para baixar, aqui.
Para comprar o DVD, clique aqui.

Anúncios

8 comentários sobre “O meu reencontro com O lago dos cisnes

  1. Que bom não estar sozinha neste universo tardio do Ballet,São sonhos que fico feliz que realizam
    Espero iniciar tambem.Pois a idade só esta quando voce quer que ela esteja.

  2. Patrícia, tem razão, O lago dos cisnes é sinônimo de ballet clássico. E, nossa, falou tudo: é arrebatador!

    *

    Vanessa, será que foi essa versão que eu assisti? Eu lembro da Zakharova, mas como não fazia ballet e nem sabia a diferença entre Ópera de Paris e Bolshoi, não faço ideia de qual versão era, hehehe. Eu vou procurar o DVD, pode deixar. Ah, mas fala a verdade, essa não é uma paixão incrível?

    *

    Emily, é verdade, é um ballet muito difícil em todos os sentidos. Difícil e lindíssimo, né? Sabe que também se transformou no meu sonho de bailarina?

    Beijos.

  3. Realmente,
    O Lago Dos Cisnes é o Ballet mais lindo de todos,e também o mais dificil de dançar,tanto para os solistas como para o corpo de baile,mas é também o sonho de toda bailarina,inclusive o meu.

  4. O Lago dos Cisnes é tão perfeito! Eu amo! Foi o primeiro ballet que eu vi ao vivo. E continuo a gostar de cada versão. A minha favorita é uma coreografada por Rudolf Nureyev e dançada pelo Paris Opera Ballet com Svetlana Zakharova como Odette-Odile, em 2002 (acho). Já tenho visto algumas vezes no Mezzo e é espantoso! É sim, o bailado mais lindo que alguma vez vi… Quem me dera ter o DVD!

    Já tentei o youtube, mas não achei nada :(

    Ai ai ai como é possível que me tenha deixado apaixonar assim pelo Ballet?

  5. Eu acho lindissimo todo aquele branco, dançando magistralmente no placo.
    É mágico, é encantador… é arrebatador.
    O Lago dos Cisnes é indissociável do ballet clássico.

  6. Thaís, a sua história é liiiiiinda! Estou te imaginando pequetita, querendo ser Odile. E você ainda assistiu a essa versão do Kirov com a Uliana! E ainda a viu de pertinho. :D

    E, vem cá, você já dançou alguma coisa de O lago dos cisnes? Porque você não pode passar pela vida sem ser Odette/Odile um dia! E com o tutu branco mais lindo que tiver.

    Doce beijo.

  7. Ainn, gente! Que coisa mais linda!

    Toda bailarina tem sua história especial com O Lago. Já contei a minha dezenas de vezes, mas repito sempre: foi por ele que comecei a dançar aos 4 anos de idade. Lembro inclusive que minha maior frustração no ballet foi ter que usar um uniforme cor-de-rosa. Imagina! Eu queria era usar um tutu branco e uma pena na cabeça. Na minha imaginação de criança, toda bailarina era Odile!

    Essa versão do Kirov é uma das mais belas que já assisti. E ainda vi ao vivo com a própria Uliana no papel de Odile/Odete durante a primeira turnê que o Kirov fez pelo Brasil, lá nos idos de 1996. O detalhe é que ainda consegui vários autógrafos no programa. Tá guardadinho na minha caixa de recordações e no coração da minha memória. Tá lá a assinatura da Uliana Lopatkina, da Diana Vishneva, da Yulia Makalina, do Igor Zelensky e mais vários outros que não me recordo agora.

    Ai ai… Lindo! Lindo! Lindo!

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s