Pina Bausch

A Pina Bausch foi uma das coreógrafas mais representativas do século XX. Formada em ballet clássico, subverteu todos os conceitos da dança e tornou-se a criadora da dança-teatro. Era diretora da companhia Tanztheater Wuppertal Pina Bausch, localizada em Wuppertal, Alemanha. Ela faleceu anteontem, aos 68 anos.

Pina Bausch em Café Müller. Foto de Jochen Viehoff

Eu “descobri” a Pina Bausch em 2002, quando fazia curso profissionalizante de teatro. A minha professora de expressão corporal simplesmente a amava perdidamente. As criações em sala de aula tinham como base o seu trabalho. Essa professora, Mirtes Calheiros, é diretora da Cia. Artesãos do Corpo, que tem como base a dança-teatro.

Com isso, sempre que ouvia o seu nome eu parava para olhar. E qual não foi a minha surpresa quando a minha bailarina preferida, a Aurélie Dupont, contou sobre o seu trabalho com ela, numa entrevista comentada aqui.

Mas quem foi uma bomba para mim foi a Pina Bausch. Eu dancei Le sacre du printemps. Ela não falava muito nos ensaios, ficava apenas assistindo. Um dia, eu estava fazendo os passos muito duros, muito mal. Ela me parou e disse: “Aurélie, o que você está fazendo? Essa não é você, essa é outra pessoa! É como se você quisesse ser dura consigo mesma, em vez de ser apenas você e ser frágil, e é isso o que eu quero ver. Se você mostrar isso será interessante e você poderá curtir a dança!”. Isso foi um choque para mim! Ela me ajudou e depois, dia após dia, fiquei mais e mais como eu sou. Quando eu dancei Le sacre no palco, foi maravilhoso!

Além da técnica, da criatividade e da genialidade, a base do seu trabalho foi dançar com alma e sentimento. E isso as bailarinas clássicas deveriam trazer bordado na ponta da sapatilha.

*

Quem quiser ver a própria no palco, clique aqui e assista a um trecho de Café Müller, em 1978. Um outro trecho desse mesmo espetáculo aparece no começo do filme Fale com ela, de Pedro Almodóvar. Filme, aliás, que tem uma bailarina tardia.

Quem quiser saber a sua história, clique aqui.

Quem quiser saber mais sobre a sua companhia, clique aqui.

Anúncios

12 comentários sobre “Pina Bausch

  1. oi cassia,amei seu blog também sou bailarina,embora desde a infancia começava para logo parar, aos vinte e seis anos decidi que era hora (embora tardia) de voltar para ficar, enfim voltei e estou muito satisfeita mesmo, acho muito interessante de sua parte incentivar as garotas a lutarem pelo que sonham. Gostaria de ver + fotos suas, publicadas em seu blog. Bj Maie

  2. Ai fiquei tão feliz com esse post, mesmo depois de tanto tempo. Ele me rendeu uma questão na prova da FAP uhu!!!

    Cara, eu amo a internet e as bailarinas blogueiras!!!

    Obrigada Cássia!!

    Beijos

  3. Thaís, eu soube da morte dele, mas não publiquei nada a respeito porque sequer sabia da existência dele. Daí não havia porque falar dele, ao contrário da Pina Bausch, que conheço há muito tempo. Verei os seus links com calma, porque é preciso conhecer a grandeza dele para a dança, não é? Agora está na hora de fazer a lição de casa e estudar sobre ele. E obrigada por todas as informações que você trouxe.

    Beijos.

  4. Cássia,
    Outro coreógrafo que merece um post póstumo é o Merce Cunningham, falecido dia 27/09. Cunningham foi nada menos que aluno de Martha Graham e também reinventou o ballet neoclássico como Balanchine.
    Há vários links noticiando:

    http://video.nytimes.com/video/2009/07/27/arts/1247463664370/merce-cunningham-1919-2009.html

    http://latimesblogs.latimes.com/culturemonster/2009/07/merce-cunninghams-company-faces-fundraising-challenges.html

    http://online.wsj.com/article/SB10001424052970203609204574314512935454066.html?mod=googlenews_wsj

    Espero ter contribuído para o espaço. ;)

    Um abração!

  5. Thays, como você faz contemporâneo, provavelmente gostará muito do trabalho dela! Sobre o teatro, imagina, não é indiscrição. Foi o seguinte: a realidade é bem diferente do sonho. Quando vamos à uma peça, é fácil acharmos tudo lindo. Quando a gente fica em cartaz, percebe que está trabalhando quando outros estão se divertindo, fazemos a mesma coisa em toda sessão, uma hora a gente cansa do personagem que estamos fazendo (é, isso acontece!). É uma rotina como outra qualquer, em que é preciso ter um punhado de amor e dedicação para continuar. Mas, confesso, eu sinto falta de fazer teatro. Lá existe amor e dedicação, mas sem a angústia da cobrança que vejo (e sinto) no ballet.

    *

    Carol, volta e meia eu vou lá no seu blogue, mas você estava sem publicar, por isso não comentei. ;) Achei lindas as fotos da Audrey, depois passarei lá para deixar meu comentário.

    *

    Keylla, blogue divulgado, e sobre a demora nos posts, também não gosto quando isso acontece, mas é ando trabalhando bastante. Os posts aqui demoram porque eu pesquiso, escrevo, reescrevo, até ele vir para cá, por isso preciso de um pouquinho de tempo. Mas entre hoje e amanhã publicarei algo bacana, que já estava programado, pode deixar. ;)

    *

    Simoní, seria bem legal se eles mantivessem as apresentações, né? Bom para a gente ver de perto o trabalho dela, que, com certeza, permanecerá.

    Beijos.

  6. Mais uma grande perca do mundo da Dança, simplesmente genial, fará muita falta!
    =(
    Em setembro teria (ou terá) apresentações de sua Cia no Teatro alfa, justamente com ‘Café Muller’ e ‘A Sagração da Primavera’, mais com este triste ocorrido, não dá pra saber se de fato vai acontecer o espetáculo mesmo, seria bom, uma linda forma de homenageá-la.
    :)

    beijos Cássia

  7. Eu vi a notícia e imaginei que aqui teria um post sobre.
    Não conheço o trabalho dela, mas vou tentar conhecer agora.

    Agora, me desculpe a indiscrição… mas o que te fez parar com o teatro já que até curso profissionalizante vc fez?

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s