E aí, bailarina?

Para quem vê de fora, pode parecer um exagero quando dizemos que ficamos marcadas como as bailarinas da turma. Seja na família, entre os amigos ou no trabalho, em algum momento vão nos perguntar sobre o ballet. Quando eu fazia outras danças, nunca me perguntaram sobre a dança do ventre, a dança cigana ou o jazz.

Porém, só fui entender a força disso outro dia. Profissionalmente, eu sou revisora de textos. Trabalhei um ano em uma agência de publicidade e em junho do ano passado saí de lá para trabalhar em casa. Já fui visitar o pessoal algumas vezes, mas a mais recente superou. Mal me perguntaram como estava indo o meu trabalho, se havia muita coisa para fazer, se dá para trabalhar bem em casa. Não. O que eu mais ouvi? “E o ballet, bailarina?”

Eu fiquei até sem graça de dizer que o ballet está em segundo plano, pois estou trabalhando demais.

Alina Cojocaru. Nem é preciso olhar para os pés, olhem só a cara de bailarina.

No fim das contas, eu realmente descobri que podemos até estar sem sapatilha, mas não dá para negar que estamos com o ballet o tempo todo. Talvez por isso, mesmo todos sabendo que sou revisora, só viram a bailarina. Como se o jeito não enganasse jamais.

Anúncios

10 comentários sobre “E aí, bailarina?

  1. Ana, o meu terror durante um tempo foi o tendu a derrière. Onde eu trabalhava, se eu parava em uma mesa e ficava em pé, lá estava o pezinho atrás, hehehehe. Aí ouvia um “Ê, bailarina!”.

    *

    Barbara, é sempre aquela história de sermos “a bailarina” da turma, né? Hehehe.

    *

    Thays, calma, em qual meio você está falando? Algumas aqui também são consideradas “velhas” na dança, mas para as pessoas que nada tem a ver com dança, rola esse “ela é bailarina!”. Menina, só fiquei imaginando você fazendo fondue para escrever na parte de baixo da lousa, demais! Hehehe. Adorei! :D

    *

    Jessy, nossa, é verdade! Onde faço tem uma janelona de vidro, e é um retorno para uma grande avenida, volta e meia tem alguém olhando para nós e dá até para ver que estão pensando “Elas existeeeeeeeeem!”.

    *

    Rê, eu falo de ballet para uma ou outra pessoa só, porque acho uma sacola para quem não gosta. Bailarina tem tendênci a ficar chata, hehehehe. E, realmente, falar que você tem cara de bailarina foi um imenso elogio! E tem mesmo. =)

    *

    Carol, tem razão, nós somos bailarinas o tempo todo. Acho que até dormindo, hehehe. Já aconteceu de eu ficar doente, ter febre alta, e passar dias sonhando com corpo de baile, hahahahaha.

    *

    Dinah, a minha qualidade de vida também melhorou. Uma vez me falaram “Nossa, você está mais alta, mais retinha, mais magrinha, mais bonita”. A gente fica mesmo “mais” com o ballet, né? E isso é tão bom.

    Beijos.

  2. Eu também adoro quando nos reconhecem na rua como bailarinas, as pessoas sempre tendem a ficar olhando, às vezes com espanto, às vezes com admiração, mas tudo que foge do óbvio chama atenção mesmo
    depois que voltei ao ballet, minha qualidade de vida melhorou muito, acho que parte das perguntas “e aí, bailarina?” acontecem justamente por causa disso
    beijos!!

  3. Ai, gente,é mesmo muito bom! A gente não pode ser bailarina só na sala e no palco, mas sim o tempo inteiro!! Até quando a casa do lado do ballet tava em reforma, e quando eu e as meninas saiam eles falavam: ‘e aí lindas bailarinas?’ (haha, que ódio de pedreiros)
    BEEEIJOS

  4. Não tem jeito mesmo: a bailarina sempre tem destaque! Comigo acontece a mesma coisa, meus amigos sempre me perguntam se eu tô dançando muito, quando tem apresentação… E eu adoro! hahaha! Fico até meio chata de tanto que monopolizo o assunto! :P
    Esses dias fui fazer um exame e a moça perguntou se eu fazia alguma atividade física… Quando respondi que fazia ballet, ela falou que eu tinha cara de bailarina mesmo! Pronto, ganhei o dia. Tem elogio maior? =)

  5. Pior eh q eh verdade neh? A pergunta q vem logo apos o “oi” e antes do “tudo bem?” eh sempre: “e aih, dançando mto?” hehehehehehe… acho q tem gente q pensa q somos ETs, ou q a gente nao existe de verdade… tipo, qdo estamos ensaiando e passam pessoas na rua, elas olham pela janela da escola com cara de “olha! elas (as bailarinas) existem mesmo!” hehehehehehehehehe…
    Bjinhos!

  6. Infelizmente no meu meio não é bem assim. Rola MUITO preconceito por eu estar “velha” demais por ter começado…
    Tirando as pessoas preconceituosas têm as que consideram o ballet apenas uma atividade física como qualquer outra.
    Minhas pequenas alegrias qnto a isso é qndo alguém que não sabe que eu faço ballet me pergunta se eu faço! Fico tão feliz! hehehe

    Eu também tenho mania de fazer tendues nas filas!! Terminal de ônibus é ótimo pra fazer as posições de pés e dar uma conferida no endehors.
    Qndo eu dava aula já me peguei fazendo fondue pra escrever na parte mais baixa da lousa (mas não pude exagerar no endehors pra não ficar muito bizarro! hahaha)
    A gente vai pegando cada mania!

    Adorei o último parágrafo do seu post! :)

  7. Eu passo pelo meeeeeeesmo! :P Me perguntam a mesmíssima coisa da pessoa aí de cima! E sempre que alguem vê qualquer coisinha de ballet vem falar pra mim que viu! E outro dia tinha uma coisa de ballet na apostila de espanhol, e eu fui comentar com a professora que tinha coisa errada, e ela me perguntou se eu era bailarina. Aí eu disse que sim e ela gritou “GENTE, TEM UMA BAILARINA NA SALA”. Mas todo mundo já sabia… :P

  8. É bem assim mesmo rs. Ninguém mais diz “oi, tudo bem?”, a pergunta agora é “e o ballet como vai?”, ou “dançando muito?”. Agora sempre tem alguém me mandando email de uma apresentação de dança, ou comentando de algum espetáculo, de alguma entrevista relacionada a dança, principalmente ao ballet. O mais engraçado é que eu mesma me entrego, se fico parada, to sempre em 1ª, 3ª, ou 5ª posição rs. Ou pior, tenho a mania de fazer tendues na fila.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s