Ekaterina Maximova

Semana passada faleceu a bailarina Ekaterina Maximova. Ela foi primeira bailarina do Bolshoi onde dançou por 30 anos e onde, mais tarde, tornou-se professora.

Eu havia comentado apenas no Twitter e não pensei em comentar sobre isso por aqui. Mas, no Músicas de Ballet, eu acabei de encontrar um vídeo belíssimo da Ekaterina aos 53 anos dançando com o marido, Vladimir Vasiliev, em plena Praça Vermelha, em Moscou. Chorei ao assistir. Quem é bailarina de verdade, não tem jeito, será a vida inteira.

Encontrei o site dela. Está em russo, mas se alguém quiser arriscar, clique aqui.

Anúncios

15 comentários sobre “Ekaterina Maximova

  1. Eu gosto mais das bailarinas do passaso do que as de hoje.
    Não que as de agora não dançem bem,ao contrário,a técnica usada agora é mil vezes mais apurada e precisa do que a de antes,mas,eu não sei dizer ao certo,há um brilho,uma beleza que me encanta que me faz cada vez mais querer parecer uma Ekaterina Maximova do que uma Tamara Rojo ou as outras que dançam por aí.
    Se vc se emocionou com a Ekaterina dançando aos 53 anos,vai se emocionar também com a Alicia Alonso dançando Giselle em 1980 aos 60 anos!
    DIVINA,PLENA e ENCANTADORA!!!
    Preste atenção no rosto dela,ela têm aquele ar sublime que faz a platéia se encantar.
    Espero que aos 60 anos eu ainda seja bonita assim como ela foi nos anos 80 e que pelo menos dê um caldinho no ballet.
    Aki está o link:

    SUBLIME!!!

    Bjs*

  2. Muito lindo, mesmo!
    Mas gostei ainda mais foi da mensagem que tu escreveste, e do comentário da Jessy.

    Concordo plenamente consigo, Jessy!
    O que mais gosto no Ballet não é o facto de fazer tudo perfeito e de um dia dançar bem, mas sim o facto de podermos expressar os nossos sentimentos mais intímos e profundos, só numa simples dança!

  3. Stephanie, você já sabe, mas não custa comentar aqui: já te adicionei no Twitter. ;)

    *

    Barbara, ela não era ma-ra-vi-lho-sa aos 53 anos? Lindíssima de tudo. Mas ela faleceu aos 70 anos e ainda dava aula. Aposto que o corpo dela ainda tinha força para gastar um punhado de sapatilhas.

    *

    Sabrina, obrigada, e volte sempre sempre que quiser. =)

    *

    Simoní, quando eu assisti ao vídeo eu me abri de chorar de tão lindo.

    *

    Jessy, você disse tudo! Aliás, isso dá um post, que já pensei em fazer por aqui. Quando a alma da bailarina não está ali, não adianta nada a perna alta ou os mil fouettes…

    *

    Carol, o selinho já estará aqui logo mais. Muito obrigada!

    Beijos.

  4. Ai gente, emociona mesmo! dah pra ver q ela dançava com a alma… hj em dia as meninas soh querem saber de tecnica, de girar 15 piruetas, de fazer 45 fouettes… mas e a alma? e o sentimento? rarissimos… e qdo a gente ve alguem q poe tanto amor na dança, emociona de verdade… e nao importa se vc tem 30, 50 ou 70 anos… a gente dança eh com a alma, e isso nao morre nem acaba jamais!!
    Lindo post! Bjos!

  5. Pois é, triste quando perdemos grandes representantes do Ballet, e esse video emocionante, traduz o que você falou “Quem é bailarina de verdade, não tem jeito, será a vida inteira…”

    muito lindo!

    bjs :*

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s