Para ouvir

Eu tenho o costume de ouvir ballets de repertório. A música realmente faz parte do meu dia a dia, ouço enquanto trabalho ou pesquiso no computador, ouço para prestar atenção no ballet, ouço como trilha sonora quando saio de casa. Acho importante essa familiaridade com a música, ela tem de fazer parte da bailarina. É ela que nos guia. Afinal, sem música, a dança não existe.

Escolhi um trecho que ouvi muitas vezes antes de assistir à coreografia. Ouvia e ficava emocionada demais. Quando finalmente assisti, era completamente diferente do que eu imaginava. Mesmo assim, me emocionei novamente. Talvez por isso eu tenha um carinho especial pelo “Reino das Sombras”, de La Bayadère.

Quem não conhece a coreografia, ouça primeiro. Quem já conhece, ouça atentamente. Deixe-se levar pela música.

Só depois, assista aqui.

*
Quem quiser baixar os ballets completos, acesse o Música de Ballet.

About these ads

13 opiniões sobre “Para ouvir

  1. Nossa que música de ballet é essa muito bom,eu que danço ballet e essa música vai ficar muito bem nós passos de dança…Pramim o que é mais interessante nessa música é apenas o toque que ela se refere,eu vou confesa não aguentei e acabei dançando.Fiquei muito emocionda com essa música que pode relembrar tudo o que ajente passou ou vai passar!!!*-*-**-*…xauu

    • Nossa,eu amei….Olha!Eu confesso que eu fiquei apaixonada!
      Enquanto eu escutava,eu me imaginava dançando balé clássico como uma princes de verdade!!!

  2. Com certeza é uma das músicas que mais toca em minha cabeça, principalmente quando estou muito ansiosa… Uma coisa que eu acho engraçada é que a minha cabeça parece uma rádio ambulante… cada vez “toca na minha cabeça” uma música de ballet diferente, mas depende do momento…
    Essa música de “La Bayadere” me traz calma, além de ser um tema perfeito para uma cena romântica (se a vida tivesse trilha sonora, com certeza essa música tocaria na hr de um bj apaixonado, por exemplo).

    Eu e minhas idéias… kkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Olá, aqui estou mais uma vez… Sei que o que vou dizer não tem nada a ver com o post, mas vou dizer.
    Eu na verdade amo o jazz, porém moro em uma cidade muito pequenininha, aqui, não há esse tipo de oportunidade, apenas nas cidades vizinhas, mas para ficar me deslocando é muito complicado, além do gasto, dependo de ônibus. Entrei no ballet para preencher o vazio que ficou em mim quando saí do jazz, e o balé fica na cidade vizinha também (em outra cidade vizinha).
    É o seguinte Cássia, quando voce começou a fazer ballet, quantos anos tinha?
    E quantas vezes na semana você podia ir?
    Hoje minha mãe me perguntou porque quero fazer ponta se isso não dá futuro nenhum aos 19 anos.
    Eu faço faculdade de educação física, foi a faculdade mais próxima da dança que achei, pois perto da onde eu moro não há faculdade de dança…
    Mas voltando à minha mãe. Eu disse que um dia poderei dar aulas, pois não pretendo sair do ballet e do meio da dança nunca mais em minha vida, e sei que se eu fizer por anos e anos, eu poderei dar aula um dia, nem que for para crianças…
    Eu infelizmente por condições financeiras, só posso fazer aula uma vez na semana, e durante a semana pratico em casa,vejo video aulas, enfim, me viro do jeito que posso.
    Minha mãe disse que se eu quiser tornar isso mais profissional (como uma professora no futuro eu teria de ter começado aos meus 4 anos de idade), eu não tiro a razão dela por um lado, pois sei que ja não tenho tanta facilidade como uma criança, mas também sei que nunca é tarde demais pra aprender o que a gente ama….
    Não pretendo ser uma dançarina profissional, mas eu quero a dança por causa da igreja em que congrego, nós temos um ministério de dança lá, então não é só por prazer que quero aprender, é principalmente para louvar a Deus…
    Me diga, que tanto tenho que me dedicar?
    Muito obrigada, você sempre é muito atenciosa, amo esse blog…

  4. Olá!!
    Realmente a Dança Clássica não existe sem a música clássica, mas não concordo quanto à sua colocação “…sem música, a dança não existe.” Sei que este blog dá ênfase ao Ballet Clássico, mas vc já assistiu Dança Contemporânea sem música? E eu digo Dança e não Dança-teatro, apesar da própria Pina Baush ter colocado a sua companhia neste patamar mas sempre explorou bem a música. Desculpe-me, mas é que a dança para mim não é só o Ballet Clássico, apesar de amá-lo muito e utilizá-lo como base para a movimentação de todos os outros estilos.

    E ouvir música clássica realmente parece “limpar” a alma…..

    Um beijo!

    • Sim, Viviane, eu já assisti a dança contemporânea sem música e não gostei. E como você bem colocou, eu disse “Sem música, a dança não existe”, não disse “Sem música, o ballet clássico não existe”. Se você explorasse outros posts, caminhasse pelo blog e lesse meu perfil, veria que eu não me restrinjo ao ballet clássico. E continuo afirmando, para mim, não existe dança sem música.

      Grande beijo.

  5. Não sei quantos ballets eu tenho baixados aqui, do Música também (lá é ótimo)! Até porque eu gosto de música clássica há mais tempo que de ballet, e misturando os dois então… Em algumas músicas a lagriminha chega no olho! É muito lindo!
    E essa também, eu vi pelo facebook e amei.

    Beijocas!

  6. Para te confessar eu não tinha assistido o La Bayadère. Na verdade eu sabia muito pouco sobre este ballet, mas tinha em mente assistí-lo, porque sempre achei exótica esta mistura de ballet clássico com o contexto indiano de como a história é narrada. Mas agora que assisti tudo me emocionei bastante talvez porque agora conheça o contexto no qual ele foi montado. Até hoje os bailarinos que participaram da montagem e os demais profissionais envolvidos se emocionam ao falar dessa estréia, e que até hoje é reprisado pela Opera de Paris. Laurent Hilaire disse que a idéia que ele ama sobre a La Bayadère é que você tem alguém que está se aproximando da morte, que está morrendo, e ao invés de sua morte, ele os dá este ballet maravilhoso.

    Mesmo já doente, Nureyev foi a São Petersburgo fazer uma pesquisa sobre as partituras originais da música.

    Mas você está certa. Esta parte do Reino das Sombras, eu nunca vi nada igual.

    Detalhe: do lado direito do youtube há vários ballets inteiros sem cortes. É para assistir um a cada dia.

    Bjs juju

  7. AH muito legal essa sua idéia, eu ando escutando direto também clássicos para me familiarizar na hora da dança, muito agradável para trabalhar e estudar!!!
    Linda coloquei seu link no blog novo que fiz para falar de ballet, todos esses blogs lindos me inspiraram. Depois olha lá.

    http://bailarinahtri.wordpress.com

  8. Cássia, esta montagem é muuuuuito especial, pois foi o último trabalho do Nureyev. Pelo que eu consegui entender, era o grande sonho dele poder montar Raymonda e o La Bayadere. Eu consegui assistir algumas entrevistas sobre aqueles documentários (os tais que ainda vão ser lançados). Então a Isabelle Guerin foi escolhida para o papel de Nikiya disse que ele a havia escolhido, o objetivo principal dela era dançar para ele, só para agradá-lo (ele tinha seus preferidos). Então foi um ballet feito com muito amor. Na ocasião foi condecorado com Ordre des Arts et des Lettres pelo Ministro da Cultura, e no vídeo ele já aparece bastante doentinho e três meses depois ele morreu. Muito disso aparece no documentário Dancing through darkness. Ele dançou até o final e parece que o contrato deram a ele para ser diretor artístico de Paris era bem modesto (menos da metade do que um Principal ganha hoje). Quando perguntaram porque ele aceitou o contrato, ele disse que ele queria trabalhar como um médico de bailarinos, só para ajudá-los. No final eu já estava em lágrimas. Bjs

Os comentários refletem a opinião dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da autora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 434 outros seguidores