Dança do ventre

Vamos para o primeiro post da nova categoria: Dos outros movimentos. A cada 15 dias falarei sobre uma dança diferente e começarei pelas que conheço. A primeira, a mais querida depois do ballet: a dança do ventre.

Eu tenho dois segredos sobre ela. 1) Eu comecei mesmo no ballet porque busquei aulas de dança do ventre. Encontrei as duas no mesmo estúdio. Uma me levou a outra, especialmente porque uma aula era depois da outra. 2) É a única dança em que sempre recebi mais elogios do que críticas das professoras.

A dança do ventre é aquela dança que todo mundo acha que sabe, até o dia em que faz uma aula. Cansei de ver mulheres se achando, como se bastasse mexer o quadril. Ledo engano. É necessário muita dedicação e estudo para alcançar um nível técnico satisfatório.

Esta sou eu, em dezembro de 2007, na pose final da coreografia.

Eu fiz aulas durante um ano e me surpreendi com a grade curricular. Movimentos básicos, batidas, oitos, camelos, redondos, shimmies (os tremidos de quadril), véus (simples, duplo, sete, wings), snujs, pandeiro, taças, punhal, candelabro, bastão, espada. Dessa lista, na sequência, eu cheguei até o pandeiro. Sem falar em todos os desdobramentos das danças folclóricas. É um vasto campo de estudo.

Tenho um respeito profundo pela dança do ventre e pelas professoras que tive. Foram três fixas e algumas esporádicas. Nunca ouvi um grito, uma impaciência, um desmerecimento. Nada. Nem comigo, nem com as demais alunas. Também nunca vi mulheres dizendo que estavam gordas, mesmo quando estavam acima do peso. Pelo contrário, o mais comum é vermos o resgate da autoestima, todas se sentindo lindas entre brilhos e vidrilhos, em paz com o próprio corpo e com o que ele é capaz de fazer.

Particularmente, eu acho muito difícil conciliar ballet clássico e dança do ventre. A primeira pode auxiliar a segunda, mas raramente alguém será boa nas duas. Enquanto no ballet a base é a coluna vertebral e tronco e quadril formam um bloco indissociável, na dança do ventre é o contrário. O quadril é praticamente um ser independente do corpo, ele manda na história, enquanto que no ballet ficamos alinhadas o tempo todo. Sofri um bocado até entender como cada uma acontece.

Infelizmente, há um grande preconceito em relação a essa dança. Quem faz ou já fez, sabe: basta comentar com alguém e escutamos um “Dança aí para a gente ver”. Ou então ouvimos um “E aí, já dançou para alguém?”. Dança do ventre não é striptease. Poupe-me. Além disso, por mais que estudemos, as pessoas notam outras coisas. Ou o nosso corpo. Ou as bijuterias. Ou o belo figurino. Ou “o poder do nosso quadril” (eu já ouvi isso!). Mas nós, que estudamos com afinco, sabemos enxergar a dança de fato. Eu parei em 2008 e até hoje entendo o que vejo. E continuo achando incrível.

Esta é a Jillina, bailarina de dança do ventre. Era ela a minha maior inspiração.

Quem quiser mais informações, acesse o Cadernos de Dança, aqui.

*
Este post foi publicado no Central Dança do Ventre, o maior portal sobre o assunto.
Quem quiser ler a publicação, aqui.
Quem quiser visitar o Central Dança do Ventre, aqui.

About these ads

23 opiniões sobre “Dança do ventre

  1. Oie!!!!!!!!!! Eu sempre quis fazer dana do ventre e acho muuuuuuuuuito lindo, mas minha verdadeira paixo ballet kkkk. Acho muito lindo, mas no faco devido falta de tempo e eu j tenho quadril e costas meio soltas ento acho que pioraria o ballet rsrs.
    Bjos.

  2. o ballet sempre foi meu sonho de criança, mas a DV (e outras danças folclóricas) me seduzem… Amo ballet mas não me identifico muito com repertórios, gosto mais da dança livremente por isso acho que não vou precisar avançar muito a ponto de sentir dificuldade de praticar outras modalidades..
    tenho um pedido a fazer kkk será que vc poderia fazer um post dessa categoria sobre o tribal, que é uma fusão linda de DV e dança contemporânea? Se quiser uma indicação, procure os vídeos da Rachel Brice, uma das maiores …
    bjs e obrigada.

  3. bom…eu sou uma aspirante a bailarina de dança do ventre ñ posso me considerar uma pois ainda ñ completei 3 anos de dança para receber o titulo de bailarina (de dança do ventre) ….amooooo!essa dança parece q ja faz parte de mim ,da minha personalidade…..da minha vida!
    por alguns meses tentei tbem o ballet classico,foi muuuito bom por uns tempos mas…como vc mesma disse conciliar ballet com a dança do ventre ñ é uma tarefa muito facil…um lado acabava prejudicando o outro…então optei por só fazer o q me dava mais prazer…..a dança do ventre!!!
    bjus…parabens pelo seu blog…ele é maravilhoso!!!

    • Cristhiene, você está certíssima, temos de escolher mesmo a dança que nos dá mais prazer e nos faz mais feliz. Eu adoro dança do ventre e a respeito muito! E, pelo seu comentário, tenho certeza que você será uma grande bailarina. =)

      Beijos.

    • eu gostaria de saber uma musica que podemos fazer uma parceria com a dança do ventre e o ballet!! me passa o nome? obrigada

  4. Pingback: Balé e dança do ventre « Cadernos de Dança

  5. Gostei do seu post, querida.
    Olha, dá pra conciliar dança do ventre com ballet, sim.
    Mas, s evc estiver com dúvidas, veja isso aqui:

    Repare nos braços e giros perfeitos dessa mulher.
    Vc acha que isso veio de onde?
    Beijocas!

  6. Adorei seu post, mas meu comentário é meio off aqui. Como você fica diferente com o cabelo solto !!! E que cabelão lindo!!

    Um beijo Cássia, fiquei um tempo fora por causa da viagem e quanta mudança aqui, mas tudo pra muito melhor!

  7. Vc tá linda na foto, flor :) Eu já fiz dança do ventre e quero voltar a fazer. Mas é bem como vc falou mesmo, o preconceito rola solto, e eu já ouvi tdo aquilo que vc falou hehe, aaaff

  8. Olá, Cássia!
    Obrigada de coração por dibulgar nosso blog aqui. Já fizemos aulas com bailarinas de balé e vimos que a dificuldade delas era realmente isso que você mencionou: dissociar o quadril. Mas nada que algumas aulas não resolvessem. E como você mesma falou, na dança do ventre a cobrança não vem de professoras, normalmente vem de si mesmo. Ninguém nunca tá gordo..aliás..já vimos mulheres acima do peso que desbancam qualquer modelo. Conhece a joelma brasil? Ela é uma referência na dança e não se encaixa nos manequins atuais.
    Muito legal o seu blog! Poderíamos fazer uma parceria porque em breve vamos falar de uma nova moda na dança do ventre que é a fusão entre balé clássico e dança do ventre. topas? Certeza que nosso reportório da dança clássica não chega aos pés do que você conhece!

    Um grande beijo

  9. Cássia! Também fiz dança do ventre! E também era chamada atenção, pois as danças são diferentes e deixam o corpo confuso. Mas dá para fazer os dois, só não sei em que nível de excelência se chega em ambos, para mim era difícil. Tenho saudade da DV. Realmente nos deixa mais sensuais e confiantes!
    Adoro também a Jillina!
    Beijoss

  10. Que liiindo, adorei o post!

    Adoro dança do ventre, fiz alguns meses, mas morro de vontade de voltar! Quem sabe futuramente… Agora minha prioridade é o ballet clássico, rs. Linda a foto Cássia! Super beijo.

  11. Oi Cassia, obrigada pelo esclarecimento, na verdade era apenas uma dúvida que tinha, pois há alguns anos fiz umas aulinhas de DV, mas parei por ai, porque senti muuuuita diferença em algumas coisas e decidi parar para não prejudicar. Mas, meu negocio é BALLET CLASSICO, 100%!!!!, DV é bonito, mas deixo para as pessoas com mais talento para a coisa, rsrsrs. Beijo e parabéns pelo blog, está indo cada vez melhor.

  12. Oii Cássia! DV é lindo!
    Eu faço há uns 6 meses e já aprendi muita coisa… mas por causa do ballet, ainda me sinto meio ‘presa’, tô na fase de entender que minha postura na DV é mais descontraída, visto o costume de estar semprencaixada no ballet.
    Mas é uma delícia dançar DV. Minha musa é a Saida, mas eu me encanto pelo Tribal, então, tenho como Musa tbm a Ariellah, conhece? Sem contar a Jeneviva, que dança contemporâneo lindamente…
    grande beijo! ;*

    • Juliee, eu sinto uma saudade imensa de fazer DV. Das que você comentou, eu conheço a Saida. Ela é lindaaaaaaaaaa! Eu descobri dia desses no Cadernos de Dança (o site que indiquei), que ela é pequenina, tem 1,50m. E parece aquela mulher gigante no palco! E vou pesquisar sobre as outras duas que você comentou. :D

      Grande beijo.

  13. Cassia, vc não acha que a pratica da dança do ventre o do ballet ao mesmo tempo acaba prejudicando o avanço no ballet, porque parece que os movimentos da dança do ventre podem desconstruir os trabalhos de encaixe do ballet. Sempre tive essa dúvida, você poderia esclarecer? Obrigada

    • Tatiana, depende em qual você quer avançar. Eu disse no texto, é muito raro alguém ser boa nas duas, justamente porque no ballet estamos alinhadas o tempo todo e na dança do ventre o quadril manda na história. No começo é um tormento, a minha professora do ballet falava para eu esquecer a dança do ventre, e a de dança do ventre falava para esquecer o ballet. Eu me confundia, até o momento em que entendi como cada dança funciona. Não acho que prejudique, de verdade, desde que você tenha consciência corporal o suficiente para saber como proceder em cada caso. E em qual você quer se dedicar com afinco.

      Beijos.

  14. NOSSSAAAAA!!!!!Que coisa mais linda!!!!
    Deu até vontade de fazer aulas de dança do ventre!!!!
    Parabéns, Cássia! Estou amando este novo arranjo do blog!!!Beijos

    • Suelen, é lindo mesmo, né? E fico feliz que você esteja amando o novo arranjo do blog. Está dando um certo trabalho, mas está valendo a pena.

      Imenso beijo.

  15. Oi Cássia!!!eu tb começei a dançar fazendo a dança do ventre…eu gosto…mas o balé me encanta mais!!!

    • Claudia, sabe que para mim nem é uma questão de encanto? Acho que ballet e dança do ventre são tão diferentes, mas tão especiais no que cada qual propõe. Confesso que era bem feliz quando fazia as duas ao mesmo tempo.

      Grande beijo.

Os comentários refletem a opinião dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da autora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 436 outros seguidores